Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Tecnologia | 22/10/2014 | 18h41

Continental apresenta pneu de dente-de-leão

Produto deve chegar ao mercado em cinco ou dez anos, prevê fabricante

REDAÇÃO AB

Após três anos de pesquisa (leia aqui), a divisão da Continental responsável pela produção de pneus apresentou na Alemanha os primeiros protótipos fabricados a partir da borracha natural derivada da planta conhecida como dente-de-leão, utilizada na banda de rodagem. O desenvolvimento do pneu com Taraxagum, nome da borracha inspirado na definição botânica da planta (taraxacum) faz parte dos planos da empresa de adotar medidas mais sustentáveis de produção e menos dependentes de matérias-primas tradicionais.

“Após vários anos de pesquisa e desenvolvimento e trabalhando em conjunto com o Instituto Fraunhofer de Biologia Molecular e Ecologia Aplicada, nós estamos entusiasmados em levar os primeiros pneus dente-de-leão para a pista. Como estratégia para fazer o melhor uso do cultivo dessa planta até aqui, decidimos construir pneus de inverno para carros de passeio, já que eles demandam um alto porcentual de borracha natural”, explica Nikolai Setzer, membro do conselho executivo da Continental e responsável pela divisão de pneus.

Pelos planos da Continental, a introdução da borracha de dente-de-leão na produção em série está prevista para ocorrer nos próximos cinco ou dez anos, após a homologação em testes em campos de prova de Contidrom, próximo a Hannover, na própria Alemanha, bem como em Arvidsjaur, na Suécia.

“O processo de desenvolvimento do Taraxagum tem sido muito promissor até aqui e vamos continuar a industrialização em conjunto com os nossos parceiros. Estamos muito confiantes de que os atuais resultados de nossas pesquisas serão confirmados também nos testes dos pneus na pista e que eles alcançarão as metas de desempenho que projetamos”, acrescenta Andreas Topp, chefe de desenvolvimento de material e de processos, bem como de industrialização para pneus da Continental.

No longo prazo, a empresa tem como objetivo o de encontrar uma solução ecológica, econômica e socialmente viável para a demanda crescente por borracha natural. O dente-de-leão russo pode ser cultivado em terras não usadas previamente em regiões temperadas por toda a Europa e também próximo às fábricas da Continental Pneus, o que reduz as rotas de transporte, minimizando também custos e o impacto ambiental.

escrever



Tags: Continental, pneus, borracha natural, dente-de-leão.

Comentários

  • EDSON MERIGHI

    Isso chama-se sustentabilidade no futuro essas atitudes farão a diferença parabéns CONTINENTAL

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência