Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 07/11/2014 | 17h33

Vendas de usados crescem 6,5% até outubro

Associação das revendedoras projeta resultados positivos para o fim do ano

REDAÇÃO AB

O mercado de veículos usados e seminovos segue com tendência de alta, mostram os dados divulgados pela Fenauto, Federação Nacional das Associações de Revendedores de Veículos Automotores. De janeiro a outubro, as vendas avançaram 6,5%, para 10,9 milhões de unidades. No comparativo mensal, houve alta de 9,5% na passagem de setembro contra outubro, para 1,2 milhão de veículos de sgunda-mão, mas houve queda de 2,4% na média diária.

“Temos acompanhado o desempenho do segmento e comprovado a recuperação do setor. Esperamos que a injeção de recursos como o 13º salário neste fim de ano alavanque ainda mais os resultados positivos que estamos obtendo”, comenta Ilídio dos Santos, presidente da Fenauto, acrescentando que a entidade está confiante em um cenário de bons negócios e que deve continuar até o fim deste ano, com expectativa de superar o desempenho de 2013.

No ano passado, o faturamento do setor de usados e seminovos fechou em R$ 310 bilhões, gerando uma carteira de financiamento de R$ 170 bilhões em bancos e financeiras.

De acordo com o relatório da Fenauto, o modelo usado mais vendido até agora é o Volkswagen Gol, com 936,1 mil unidades negociadas nos dez meses fechados do ano, seguido pelo Fiat Uno, com 564,2 mil.

No segmento de duas rodas, as revendedoras registraram a venda de mais de 2,49 milhões de motocicletas usadas entre janeiro e outubro deste ano.



Tags: Vendas, usados, seminovos, Fenauto.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência