Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Insumos | 07/11/2014 | 20h11

Artecola Química recebe prêmio Finep de Inovação 2014

É reconhecida pela Ecofibra, matéria prima que mistura polímeros a fibras naturais

REDAÇÃO AB

A Artecola Química foi condecorada no Prêmio Finep de Inovação 2014, na categoria Inovação Sustentável/Região Sul pela Ecofibra, matéria-prima que resulta da mistura de polímeros com fibras naturais, já utilizada por diversas empresas da indústria automotiva na confecção de componentes plásticos para veículos, entre outras aplicações.

O material traz como diferencial a capacidade de ser 100% reciclável, além de atribuir benefícios como o menor peso para o componente.

“Na General Motors, com o porta-pacotes produzido com fibra de cana-de-açúcar a Artecola Química obteve o primeiro lugar entre os projetos inovadores da montadora e homologação mundial para uso nos veículos de todas as suas fábricas. Além da GM, o Ecofibra é utilizado para diferentes peças e materiais de revestimento em veículos Citroën, Fiat, Ford, Honda, Hyundai, Mitsubishi, Nissan e Renault”, salienta Lisiane Kunst Bohnen, diretora executiva da empresa.

O Ecofibra também é utilizado em larga escala pelo setor calçadista, no qual é utilizado como couraça e contraforte, partes internas usadas para dar forma e manter a estrutura do calçado. O material também foi reconhecido neste setor, com o Prêmio Lançamentos /FIMEC: “Tomando-se por base somente esses dois mercados, calçadista e automotivo, o Ecofibra é consumido indiretamente por mais de 60 milhões de pessoas no Brasil a cada ano”, revela Lisiane.



Tags: Artecola Química, Ecofibra, Prêmio Finep Inovação 2014, polímeros, fibras naturais.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência