Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Elétricos | 17/11/2014 | 14h47

Eletra revela dados de eficiência do modelo E-bus

Veículo consumiu 82% menos energia que ônibus convencional

REDAÇÃO AB

Os testes feitos com o E-bus, ônibus elétrico brasileiro movido 100% por baterias de íons de lítio, mostram que o veículo consumiu 82% menos energia do que um veículo movido a diesel utilizado como “sombra”. Segundo a Eletra, a vantagem foi verificada no consumo específico por tonelada.

Durante seis meses, o E-bus transportou passageiros em um corredor da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) da Grande São Paulo, acompanhado por um veículo-sombra movido a diesel. Os testes transformaram os gastos de combustível em quilowatts/hora e comprovaram ainda que o sistema de frenagem foi responsável pelo suprimento médio de 33% da carga utilizada pelo modelo elétrico.

O consumo médio de energia do ônibus elétrico no percurso de 23,6 quilômetros (ida e volta) foi de 58 kW/h, gasto similar ao de dez chuveiros elétricos ligados durante uma hora. Em termos financeiros, o custo com energia por tonelada do E-bus foi 56% inferior ao custo do sombra.

“O relatório aponta que esses dados estão sujeitos às flutuações de preços do mercado, mas as vantagens do E-bus são indiscutíveis. A emissão de poluentes é zero”, ressalta Iêda Maria Oliveira, gerente comercial da Eletra. Os dados mostram ainda que, sob condições semelhantes, o E-bus apresentou melhor eficiência energética (em kWh/km).

A energia do E-bus é fornecida por um conjunto de 14 baterias, que precisa de apenas três horas para recarga total, garantindo autonomia operacional de 200 km. O veículo conta ainda com um sistema de recarga rápida, que pode ser feito em cinco minutos, oferecendo mais 11 km de autonomia.

O E-bus é resultado da parceria da Eletra com as japonesas Mitsubishi Heavy Industries e Mitsubishi Corporation. Foi produzido com chassi Mercedes-Benz, carroceria Induscar/Caio e motor elétrico WEG. O ônibus é articulado, dispõe de ar-condicionado e tem capacidade para 126 passageiros. A tecnologia das baterias e das estações de recarga foi desenvolvida pela Mitsubishi Heavy Industries.

Já o chassi, carroceria e todo o sistema elétrico de tração são fabricados no Brasil e semelhantes aos dos trólebus desenvolvidos pela Eletra. A interface para os dois sistemas foi desenvolvida pelas engenharias das duas empresas, Eletra e Mitsubishi Heavy Industries.

Veja abaixo os dados operacionais do E-bus:

Quilometragem percorrida - 21.081 km;
Distância média mensal - 3.513,5 km;
Tempo de operação - 1.099 horas;
Velocidade média - 19 km/h;
Número total de viagens - 801;
Viagens por dia - 7;
Passageiros transportados - 94.314



Tags: Eletra, E-bus, Corredor ABD, Mitsubishi Heavy Industries.

Comentários

  • Olimpio Alvares

    Quanto custa esse ônibus? Qual a vida do veículo? Qual a vida desta bateria? O que o fabricante faz com a bateria ao final de sua vida? Substitui e fica com a velha? Quanto custa isso para o operador? São informações básicas do produto que tem que constar de um artigo como este, para torná-lo útil.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência