NOTÍCIAS
18/11/2014 | 18h50

Lançamentos

Iveco explora segmento médio com o Tector Economy

Caminhão estreia linha que expandirá conceito downsizing para toda a gama


SUELI REIS, AB | De Barueri (SP)

Iveco Tector Economy ganhou novo motor FPT N45 mais potente e econômico
A partir da exploração de nichos de mercado mais especializados, a Iveco lança uma nova versão do caminhão médio Tector ao mesmo tempo em que faz a estreia da família Economy, cujo conceito é focado na redução de consumo sem comprometer a performance, a partir do downsizing dos motores.

Projetado e produzido no complexo industrial de Sete Lagoas (MG), o veículo e seu propulsor são resultado de dois anos de desenvolvimento da montadora em parceria com o centro técnico da divisão de motores FPT Industrial, baseado em Betim (MG) e responsável por equipar os modelos de todas as marcas do Grupo CNH Industrial, que faz no novo Tector o lançamento do motor N45, de quatro cilindros e 206 cv de potência. Com peso bruto total (PBT) de 15,4 toneladas, a nova opção da marca busca ganhar espaço em uma categoria de mercado com potencial para crescimento.

Com base na análise de mercado, a montadora verificou que a faixa de caminhões de 15 toneladas representa uma fatia de 15% das vendas de caminhões médios e semipesados, com cerca de 4 mil unidades por ano, mostra Christian Gonzalez, diretor de marketing da Iveco: “Até agora não tínhamos um produto nesta faixa de mercado com clientes formados em sua maioria por pequenos e médios frotistas e cujo negócio se resume em entregas urbanas e interurbanas, sendo um cliente muito versátil com aplicação extremamente variável. A decisão de compra é baseada por critérios como custo de manutenção, consumo e versatilidade, uma vez que muitos deles são autônomos”, afirma Gonzalez.

Alexandre Xavier, diretor de engenharia da FPT para a América Latina, explica que a estratégia de transformar o Tector (médio) e não o Vertis (leve) se dá pelo fato de que o médio tem as características mais apropriadas, além de herdar a robustez do chassi médio.

“Para atender melhor ao cliente que precisa de um caminhão com característica mais robusta do que um leve a solução foi transformar o propulsor NEF 4 de 3,9 litros para um de 4,5 litros aumentando a cilindrada, com foco na redução do consumo: temos então um quatro-cilindros com a performance de um seis e que entrega economia de até 15% sobre o concorrente líder da categoria em aplicação urbana. O downsizing também conferiu um salto de potência de 180 cv para 206 cv”, destaca Xavier.

Iveco

O propulsor é equipado com injeção common rail de segunda geração e turbocompressor/aftercooler. A transmissão mecânica é Eaton de seis velocidades, sem opção de câmbio automatizado, enquanto o eixo traseiro é Meritor MS 23-235 e o dianteiro é de desenvolvimento da própria Iveco. Com chassi reforçado, o Tector Economy ganhou novas molas parabólicas na suspensão dianteira e na suspensão traseira, molas parabólicas de segundo estágio, ambas mais leves. Com itens como banco do passageiro para dois ocupantes, escotilha de teto, ABS e EBD, porta-estepe, volante com regulagem de altura e profundidade e ajuste automático das folgas das lonas de freio, o modelo vem para competir com caminhões tradicionais do segmento médio, como Volkswagen Worker, Mercedes-Benz Atron e Atego e Ford Cargo.

EXPANSÃO ECONOMY E PREÇO

Paulo Goddard, diretor comercial da Iveco, garante que o conceito Economy já é uma tendência e será estendido para outros modelos da marca: “A partir de 2015 teremos outros lançamentos, começando por toda a gama do Tector”, disse. “A meta é buscar participação de 10% no mercado de médios, incluindo todos os nossos produtos da categoria, o que representa 400 unidades por ano”, acrescentou.

Em sua análise, a situação do mercado de caminhões médios no Brasil está muito ligada ao desempenho do setor de varejo. “Temos visto que os índices de confiança do consumidor vêm caindo nos últimos dois anos, mas estamos estreando em um segmento importante, com 22% a 23% de participação no mercado total das vendas.”

Sobre preço, o executivo crava que o novo Tector Economy partirá de R$ 155 mil, cujo valor pode variar de acordo com opcionais, como ar-condicionado, com preço não revelado.

As primeiras unidades do Tector Economy começam a chegar nas concessionárias este mês. “O Grupo Martins, um dos principais atacadistas do País é o nosso primeiro cliente que já está rodando com o Tector Economy”, revela Goddard.

Iveco

Comentários: 1
 

Glaucio
19/11/2014 | 11h53
Já nasceu campeão!

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 15/11/2017
Mudança na mobilidade domina discussões do Congresso SAE Brasil

Esta coluna é apoiada por:

Documento sem título
Advertisement Advertisement Advertisement Advertisement
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
DE CARRO POR AÍ | 17/11/2017
Chineses entregam operação brasileira à administração dos brasileiros
INOVAÇÃO | 25/10/2017
Indústria precisa questionar qual será o seu papel no futuro
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
AUTOINFORME | 09/11/2017
Luguez firmou parceria com o governo de Ohio
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes
Novas palavras, expressões e siglas podem levantar dúvidas sobre o futuro