Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Segurança | 25/11/2014 | 19h17

Cadeirinhas infantis para carros pecam em qualidade

Em avaliação da Proteste nenhuma empresa conseguiu mais de três estrelas

REDAÇÃO AB

A obrigatoriedade do uso de cadeirinhas para transportar crianças no carro parece não ser suficiente para garantir a segurança dos pequenos. Os dispositivos vendidos no Brasil não oferecem o máximo de proteção possível, conforme concluiu a quarta avaliação da Proteste, feita pelas entidades parceiras Global Ncap e ICRT (International Research & Testing). Nenhuma cadeirinha analisada conseguiu mais do que três estrelas, apesar de a nota máxima de segurança ser cinco estrelas.

Foram submetidos modelos de 13 marcas a testes de impacto para verificar a retenção das crianças. Destas cadeirinhas, três só são vendidas em outros países da América Latina e as 10 restantes são oferecidas também no mercado brasileiro. Os produtos testados são para crianças de zero a 36 quilos.

No teste de colisão frontal, a cadeirinha Galzerano Orion Master chegou a romper na parte traseira, próximo ao cinto de segurança. Também houve grande deslocamento do boneco usado nos testes dos modelos Baby Style Cadeira 7000 e Chicco Xpace. Situação semelhante ocorreu com as cadeirinhas Baby Style 333, Chicco Eletta e Nania Cosmo SP Ferrari, do grupo 0/1.

O teste de impacto lateral, que não é exigido pelo Inmetro para certificar os produtos, teve resultados ainda mais preocupante. Na Burigotto Touring SE 3030, na Lenox Casulo e na maioria dos modelos houve forte contato da cabeça do boneco com a porta. A única cadeirinha que teve desempenho adequado foi a Bebe Confort Axiss, com boa proteção.

A instalação adequada da cadeirinha também é essencial para garantir a retenção da criança em caso de acidente. Neste aspecto, o pior desempenho foi o da Baby Style 333, que é difícil de ser presa no cinto de segurança e ajustada ao banco do automóvel. As cadeirinhas mais fáceis de instalar foram a Burigotto Touring SE 3030, Lenox Casulo, Baby Style Cadeira 7000, Bebe Confort Axiss, Chicco Xpace, Chicco Eletta e Nania Cosmo SP Ferrari.

Mais informações sobre os testes estão disponíveis no site da Proteste (veja aqui).



Tags: cadeirinha, infantil, segurança, Proteste, teste, colisão, Ncap.

Comentários

  • Feliciano JR

    Reprovação no teste ? mas na realidade , no dia a dia ... quantos acidentes nós já ouvimos falar que a criança foi salva graças a cadeirinha ??? varias crianças sobreviveram graças a cadeirinha , e em alguns casos o único sobrevivente nos acidentes foi justamente a criança na cadeirinha . Esse teste no mínimo não deveria ter sido divulgado , e sim , comunicado , talvez a melhoria para o fabricante do produto ! agora , corre-se o risco maior , de pais mais radicais não usarem a cadeirinha , e ainda querer argumentar com a autoridade de transito sobre a não utilização do equipamento obrigatório . Lamentável !!!!!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência