Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Negócios | 04/12/2014 | 21h20

Voith adquire participação na Kuka

Companhia terá 25,1% das ações com direito ao voto da fabricante de robôs

REDAÇÃO AB

A Voith anuncia a compra de participação da fabricante de robôs e sistemas de automação Kuka. A empresa terá 25,1% das ações com direito ao voto. A operação ainda será submetida à aprovação das autoridades reguladoras de mercado. A maior parte do controle foi comprado da Grenzabach, empresa que detinha participação majoritária na organização. Os detalhes da negociação foram mantidos em sigilo.

A Kuka tem seus principais clientes no setor automotivo, mas atua também na área de tecnologia médica e na indústria aeroespacial. Em 2013 o faturamento da companhia somou € 1,8 bilhões, com lucro operacional de cerca de € 120 milhões. O crescimento sólido da empresa despertou o interesse da Voith.

"Com know-how altamente especializado em automação, a Kuka está excepcionalmente bem posicionada para atender às demandas da Indústria 4.0. Assim, esta participação representa para nós um investimento ideal, voltado para o futuro”, declarou Hubert Lienhard, CEO da Voith, em comunicado distribuído pela companhia. A Indústria 4.0 é considerada uma tendência para os próximos anos. A ideia é ter a produção amparada por um sistema capaz de tomar decisões automaticamente com base em um banco de dados big data.



Tags: Voith, Kuka, compra, fusão.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência