Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Metalúrgicos adotam bandeira das montadoras
Na quarta, 28, 4 mil trabalhadores se reuniram no ABC

Trabalho | 28/01/2015 | 15h30

Metalúrgicos adotam bandeira das montadoras

Sindicato entra na briga por crédito e pelo programa de renovação de frota

MÁRIO CURCIO, AB

Em protesto contra as demissões que ocorrem (ou podem ocorrer) na indústria automotiva, durante a mobilização de cerca de 4 mil trabalhadores na quarta-feira, 28, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Rafael Marques, juntou-se às montadoras na defesa de medidas que ampliem a liberação de crédito para aquisição de veículos e também a implantação do Programa Nacional de Renovação da Frota de Caminhões.

Em encontro ocorrido na primeira quinzena com o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, o presidente do sindicato lembrou também da necessidade de crédito para a produção industrial.

Segundo a Anfavea, associação que reúne fabricantes de veículos, o número de vagas ocupadas nas montadoras passou de 158,7 mil em dezembro de 2013 para 144,6 mil no mesmo mês de 2014, queda de 8,8%.

Na estimativa feita em outubro pelo Sindipeças, que reúne fabricantes de componentes, o setor teria 201 mil trabalhadores, total 8% inferior ao de 2013. Com a próxima atualização, que ocorrerá nos próximos dias, essa diferença tende a aumentar.

“Estamos sendo penalizados pelo sistema financeiro. O governo não pode se curvar às pressões que recebe do sistema financeiro nacional e internacional”, disse o presidente do sindicato.



Tags: Sindicato, metalúrgicos, Rafael Marques, Miguel Rossetto, Anfavea.

Comentários

  • Vanderlei NICOLA

    Finalmente já esta sendo formado um consenso sobre a renovação de frota ,que ao meu ver deve ser incluída a de automóveis , o que precisa é saber quais são os segmentos que ñ se unem a esta proposta e promover um debate aberto e transparente .Chega de LOBISMO , Vanderlei Nicola

  • Gilson

    O Sr. Rafael Marques continua cometendo o mesmo erro do PT, ou seja, o Brasil não precisa de linha de crédito para financiamentos, precisamos sim reduzir o peso do custo Brasil , uma carga tributária justa e investimentos em infra-estrutura

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência