Automotive Business
  
Siga-nos em:

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 10/03/2015 | 15h10

BMW é premium mais vendida em fevereiro

Porém em janeiro e no acumulado montadora perdeu para Audi e Mercedes

REDAÇÃO AB

A BMW registrou aumento de 5,2% nas vendas mundiais se comparado ao mesmo mês do ano anterior, registrando 131.416 unidades vendidas, resultado que colocou a montadora como marca premium mais vendida de fevereiro, à frente das concorrentes Audi e Mercedes. Porém, mesmo alcançado recorde em janeiro (leia aqui), a montadora perdeu para as concorrentes alemãs no primeiro mês e também no acumulado de 2015, já que a Audi tomou a liderança e a Mercedes ficou em segundo lugar, deixando a BMW em terceiro pela primeira vez (leia aqui) . A montadora tem a liderança no setor de luxo há 10 anos, desde 2005.

Ainda assim, a BMW informa que planeja retomar o posto, já que almeja alcançar o quinto recorde consecutivo de entregas anuais, apoiadas por novas ofertas, incluindo os da Série 2 e 4 e do novo X4.

O principal SUV da fabricante, X5 viu suas vendas aumentarem 46% sobre fevereiro de 2014, indo para 12.916 unidades, principal impulsionador dos bons resultados, junto ao novo Série 2 minivan, que vendeu 7.302 veículos.

Segundo Ian Robertson, membro do conselho administrativo do Grupo BMW responsável por marketing e vendas, os novos modelos para 2015 vão garantir bom desempenho à marca. “Tivemos um bom inicio de ano com fevereiro estabelecendo outro recorde de vendas. Estou confiante nos novos modelos Série 2 Grand Tourer e a renovação do Série 1, apresentados no Salão de Genebra”, comemorou o executivo.

GRUPO BMW

As vendas mundiais em fevereiro do Grupo BMW, que inclui as marcas BMW, Mini e Rolls-Royce, subiram 7,6%, para 151.952 veículos. O novo recorde histórico para a companhia em fevereiro veio por causa da forte demanda por modelos Mini e bons resultados em mercados como Alemanha e América do Norte. O grupo registrou bom desempenho em todos os continentes.

A BMW e a MINI tiveram ganhos de 7,0% na Europa em fevereiro, totalizando 64.685 unidades vendidas e de 7,7% no acumulado do ano para o continente, com 120.365 veículos vendidos. O crescimento, alcançado em todos os mercados europeus, teve fortes resultados na Alemanha, com aumento de 13,3% em comparação com o mesmo mês do ano passado.

Na região Américas, as vendas continuaram fortes, com alta de 13,8% em fevereiro e de 10,1% no bimestre, que registrou 62.150 unidades entregues. A América do Norte foi o maior crescimento da região e totalizou 28.921 veículos BMW e Mini nos EUA, 18,2% acima dos 24.476 de fevereiro de 2014.

No continente asiático as vendas de fevereiro cresceram 4,1% sobre o mesmo mês do ano passado, chegando a 47.154 veículos e aumento de 5,4% para o acumulado bimestral, onde BMW e Mini venderam juntas 101.342 carros. A China, mercado que merece atenção especial da montadora por causa da suspensão de pedidos dos concessionários, que disputam metas de vendas e bônus, totalizou 31.089 veículos emplacados em fevereiro, um aumento de 2,7% sobre o mesmo mês do ano anterior, enquanto as vendas na Coréia do Sul cresceram 22,0%, para o total de 4.191.

MINI

Principal responsável pelos bons resultados do Grupo BMW, a Mini viu suas vendas crescerem 27,1% em fevereiro, emplacando em todo o mundo 20.303 unidades ante 15.976 de fevereiro do ano passado, graças ao lançamento da versão três portas Mini Hatchback, que vendeu 7.877 veículos, alta de 70%. A nova versão de cinco portas do carro vendeu 5.088 unidades.

A marca afirmou ser o melhor começo de ano de toda a história da empresa, com a venda de 37.678 Minis no acumulado em todo o mundo, resultado 19,7% acima do primeiro bimestre de 2014.

CONCORRÊNCIA ALEMÃ

Até agora, em 2015, a Audi continua como líder, com 260.250 veículos vendidos nos dois primeiros meses do ano em comparação aos 255.981 da BMW. Já a Mercedes ocupa a terceira posição, com volume de 246.135 nos dois meses.

Mercedes-Benz e Audi prometem tomar da BMW a liderança de vendas anuais do nicho de luxo até 2020. No acumulado de 2014, a Audi ficou em segundo e a Mercedes em terceiro no ranking.

Esforçada, a Audi planeja investir € 24 bilhões em novos modelos e expansão de produção nos próximos cinco anos. A Mercedes este ano está lançando o novo cupê crossover GLE para desafiar o BMW X6.

Tabela comparativa de vendas das marcas do Grupo BMW:



Tags: BMW, Mini, Audi, Mercedes, Mercedes-Benz, Ian Robertson, Mini Cooper.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência