Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Financiamento de veículos acompanhou queda do mercado em 2014

Crédito | 16/03/2015 | 14h46

Financiamento de veículos acompanhou queda do mercado em 2014

Saldo das carteiras diminuiu 7%, apesar do aumento de 1,3% nas liberações

REDAÇÃO AB

O financiamento de veículos seguiu tendência de baixa do mercado em 2014 e encerrou o ano com queda de 7% no saldo total das carteiras, com R$ 212,7 bilhões em contratos ativos. A informação foi divulgada pela Anef, associação que representa empresas financeiras das montadoras. A contração acontece mesmo diante do aumento de 1,3% no volume de recursos liberados, que somou R$ 118,9 bilhões. O movimento indica que as quitações de contratos de crédito superaram as adesões a novos financiamentos ao longo do ano.

Segundo a entidade, houve redução de 4,7% no estoque das carteiras de CDC (Crédito Direto ao Consumidor), para R$ 204,4 bilhões. O Leasing, que vem caindo nos últimos anos, registrou nova redução de 40,8% para R$ 8,3 bilhões. O aumento dos recursos liberados em 2014 foi puxado pelo CDC, que teve alta de 1,4% na comparação com 2013, chegando a R$ 115,6 bilhões.

Apesar do cenário de redução do estoque de crédito, o setor financeiro conta com um bom indicador: a inadimplência está em queda. Em dezembro o índice de calotes diminuiu para 3,9% no financiamento de veículos por pessoa física, com redução de 1,3 ponto porcentual na comparação com o mesmo período de 2013. A redução da inadimplência, no entanto, não deve seguir a tendência de queda, segundo projeta a Anef. “Em janeiro, a taxa já foi maior do que a vista um ano antes. Infelizmente, o novo cenário econômico faz supor que o volume de pagamentos em atraso voltará a crescer nos próximos meses”, apontou Décio Carbonari, presidente da associação, em comunicado.

A entidade prevê o aumento dos juros como desafio adicional para 2015. Em dezembro de 2014 as taxas chegaram a 1,4%, maior do que os juros de 1,27% registrados um ano antes. Nos próximos meses o movimento de alta deve continuar, acompanhando o aumento da taxa Selic.

Do total de veículos leves novos licenciados em 2014, 53% foram financiados, 7% adquiridos por meio de consórcio, 2% por Leasing e 38% pagos à vista. Entre caminhões e ônibus, 74% foram comprados pelo Finame, 2% por consórcio, 11% por outras linhas de financiamento, 1% por Leasing e 12% foram comprados à vista. Já no caso das motocicletas, 34% foram adquiridas por consórcio, 33% por financiamento e 33% à vista. O praxo máximo oferecido pelos bancos foi de 60 meses.



Tags: Anfe, financiamento, veículos, crédito, bancos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência