Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Para MDIC, não há crise no setor automotivo

Indústria | 26/03/2015 | 14h35

Para MDIC, não há crise no setor automotivo

Ministro Armando Monteiro espera retomada das vendas ainda em 2015

GIOVANNA RIATO, AB

A retração de 23,1% nas vendas de veículos no primeiro bimestre parece não ter alarmado o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro. “Crise é algo que passa longe do setor automotivo”, garantiu ele logo após reunião com a Anfavea que reuniu cerca de 40 líderes das montadoras instaladas no Brasil. O encontro aconteceu em São Paulo (SP), na quinta-feira, 26.

Na análise de Monteiro, a indústria local enfrenta contração das vendas e do nível de atividade, mas isso não representa um colapso. “Com um mercado interno desta dimensão não podemos pensar em crise. Estamos entre os cinco maiores do mundo em vendas de veículos”, lembra, usando dados de 2014 já que, se o ritmo de vendas continuar o mesmo, o Brasil deve perder posições no ranking global este ano.

A análise otimista do ministro indica até mesmo uma improvável retomada das vendas ainda em 2015. Segundo ele, passado o momento mais rígido do ajuste fiscal que o País enfrenta, os números da indústria automotiva começarão a apontar para cima. A expectativa é de crescimento das exportações, que devem se tornar mais robustas nos próximos anos com o Plano Nacional de Exportação, projeto para fortalecer acordos comerciais com outros países e oferecer opções mais competitivas de financiamento às vendas internacionais.

Luiz Moan, presidente da Anfavea, não fala de retomada das vendas com a mesma segurança do ministro. Ainda assim, o executivo ameniza o cenário de tombo na demanda e, consequentemente, na produção de veículos. Segundo ele, a queda já era prevista. "Sabíamos que o primeiro trimestre seria extremamente difícil e está sendo, mas dentro do que já era programado. O segundo trimestre continuará difícil, mas com certeza a partir daí seguiremos no rumo da recuperação", analisa.

O projeto para as exportações foi um dos temas debatidos no encontro com a Anfavea. A reunião também abordou outros assuntos importantes para estimular as vendas do setor automotivo, como a implementação de um programa nacional de renovação de frota e o Inovar-Auto, que ainda tem regulamentações importantes pendentes, como portarias que detalham como será feita a auditoria das metas de eficiência energética que os carros têm de alcançar.



Tags: MDIC, crise, indústria, Anfavea, vendas.

Comentários

  • Thiago

    Pela visão do ministro, está claro um antigo "dito popular": crise só existe para quem perdeu o emprego!

  • Walter Pires

    A coisa vai melhorar.....quem estiver vivo até lá, verá.....

  • mario

    A que ele se refere? Se está comparando ao que fizeram à Petrobrás, realmente o segmento automotivo ainda não chegou lá! Se utilizam o método de falar inúmeras vezes com convicção até que passem a acreditar nisso, mesmo assim ainda é difícil acreditar. Ou será que ele mora em Brasília, nunca vem à terra brasilis e lê somente o PT News, para se informar sobre a economia?

  • Hossoi

    Lamentável a ignorância e a letargia do nosso governo, estamos ouvindo que não estamos em crise desde o primeiro mandato desse pobre governo que trata os assunto de forma superficial e leviana, quando vamos trabalhar com seriedade neste país?

  • Cesar Oliveira

    A coisa vai melhorar....para quem? Isto está garantido pelo Governo Federal (PT), conforme as promessas feitas em campanha....???

  • Perlaco

    Acho que o ministro deveria renunciar por demonstrar uma total incompetência para o cargo que ocupa. O Brasil não tem crise, não tem inflação, não tem perdida de empregos, não tem corrupção... A cegueira como base e guia para não resolver os problemas

  • Edgard

    Vamos ser realistas e pensar antes de criticar : O ministro está correto ! Não há crise no setor automobilistico ! Quanto foi falado nos dois ultimos anos sobre o aumento desenfreado do setor na busca por mais produção. Isto uma hora iria acontecer sem duvida alguma. Só não enxerga quem não quer. A bolha estourou e agora não adianta chorar pelos planejamentos feitos visando sómente lucro. O que deve ser feito agora é o planejamento com os pés no chão.

  • Ricardo Suzuki

    O discurso otimista do atual Ministro do MDIC lembra o do Ministro da Fazenda anterior. Será que, assim como aconteceu na Fazenda, teremos que esperar por mais uma troca de Ministro e torcer para que venha alguém com uma visão realista e com disposição para realizar os ajustes necessários - reformas Tributária e da Política Industrial?

  • Gilson Augusto de Oliveira Rosa

    Sinceramente, gostaria de saber em que mundo, em que país estes ministros do atual governo vivem, pois aqui, em terra tupiniquins, a coisa vai de mal a pior. Me admira também o Sr. Luiz Moan ter abrandado a conversa e ter colocado panos quentes na situação. É um país governados por fracos e mentirosos e, tem uma horda de amiguinhos que continuam a sobreviver de algumas benesses concedidas a este ou a aquele segmento da economia.

  • Ribeiro

    Trabalho na indústria de máquinas e visito montadoras e auto peças. O cenário é lamentável. As empresas médias estão sobrevivendo de peças vindas das empresas pequenas que já quebraram. Demissões são anunciadas todos os dias. Os pátios estão abarrotados e as linhas diminuindo a produção cada vez mais. O 3º turno já parou faz tempo nas empresas. Se isso não é crise, por favor Sr. ministro, explique-nos o que seria uma crise?

  • Roberto Freire

    Por mais otimistas que possamos ser, é impossível compartilharmos da ideia que o então ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro. Muito bem instruído pela mentora de todo processo político nacional, nossa presidenTA da república, todos parecem dizer amém a todas as orientações passadas, e sempre no intuito de amenizar a imagem do partido dos trabalhadores. Estou cansado de tantas mazelas e apadrinhamentos políticos. Ainda acredito no meu País mas nos políticos é cada dia mais difícil. Obrigado pela oportunidade.

  • Professor

    Esse é o discurso do PMDB, não havia crise hídrica, não há greve dos professores, não há crise alguma mesmo. É tudo especulação, assim como a imobiliária vai que cola.

  • João Carlos

    Mais um que sofreu lavagem cerebral....

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência