Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Iveco vai investir R$ 650 milhões no País

Indústria | 01/04/2015 | 18h40

Iveco vai investir R$ 650 milhões no País

Maior parte do valor será aplicada em aumento de nacionalização

PEDRO KUTNEY, AB

A Iveco, divisão de produção de caminhões da CNH Industrial, confirmou investimento de R$ 650 milhões em sua operação no Brasil, onde tem fábrica instalada em Sete Lagoas (MG). A informação foi revelada pelo presidente da CNH para a América Latina, Vilmar Fistarol, ao jornal Valor Econômico em reportagem publicada na quarta-feira, 1º. Segundo o executivo, os aportes já foram iniciados há um ano, em abril de 2014, e devem se estender até o fim de 2016, mas só agora a empresa consolidou a cifra exata a ser aplicada. Em novembro passado, em entrevista à revista Automotive Business (leia aqui), Fistarol havia confirmado apenas o aporte de R$ 100 milhões pelos próximos dois anos (2015 e 2016) para aumentar a nacionalização dos caminhões Iveco produzidos no País.

De acordo com o programa divulgado, no entanto, o esforço de nacionalização receberá volume bem maior de recursos: mais de um terço dos R$ 650 milhões, em torno de R$ 250 milhões, será aplicado para aumentar o conteúdo nacional dos veículos produzidos em Sete Lagoas, que hoje têm índice médio de localização acima de 60%. Já é o suficiente para financiar os produtos pelas taxas atrativas da linha Finame/PSI do BNDES, mas segundo a empresa objetivo é reduzir a exposição desfavorável ao câmbio, que no último ano tornou caras as importações de componentes. “Para quem tem uma ampla linha de produtos como nós, é complicado administrar a cadeia de valor sem altos índices de nacionalização. Com a complexidade da manufatura e o sobe-e-desce do mercado, não dá para gerenciar os tempos de produção com peças importadas. Por isso esse é um investimento que tem a ver com ganho de competitividade”, explicou Fistarol na entrevista a Automotive Business.

Entre os alvos do programa de aumento de nacionalização da Iveco, está a criação de um condomínio de fornecedores em Sete Lagoas, com a produção local de componentes estratégicos. Este é um projeto antigo, a construção do parque com 12 fornecedores chegou a ser anunciada em 2012 (leia aqui), mas até agora não decolou. Segundo a reportagem do Valor, 20 fabricantes de autopeças seriam instaladas inicialmente no distrito industrial próximo à planta mineira. Em outubro passado, a Iveco realizou um encontro com 40 empresas interessadas em participar do empreendimento.

A Iveco estuda também a possibilidade de passar a fabricar componentes próprios no Brasil, como transmissões, como já faz na Europa – aqui o componente é comprado da ZF atualmente. Além disso, Fistarol citou ao Valor oportunidades de nacionalização de peças de cabine e suspensão hoje importadas da China e Europa.

A segunda maior porção do investimento, R$ 237 milhões, será aplicada em pesquisa e desenvolvimento, principalmente para atualização de produtos e ampliação de algumas famílias, como o caminhão semipesado Tector que ainda este ano deve ganhar uma versão de 17 toneladas de peso bruto total (PBT).

Por fim, pouco mais de R$ 160 milhões serão investidos na modernização de processos industriais da fábrica de Sete Lagoas, que deverá receber novas máquinas para aumentar produtividade e qualidade.

O investimento é anunciado em um momento de profunda baixa do mercado de caminhões no País e quedas ainda mais pronunciadas da Iveco. Em 2014 foram vendidos 8,8 mil unidades da marca no Brasil, o que significou recuo de 23,5% sobre 2013 e perda de um ponto porcentual de market share, fechando o ano com 6,4% de participação, em sexto lugar no ranking dos maiores fabricantes de caminhões.



Tags: Iveco, CNH Industrial, investimento, fábrica, indústria.

Comentários

  • Emerson

    Parabéns a Iveco pela iniciativa de investimento no setor que mais movimenta a economia do país!!!!

  • KARLSON ROCHA SILVEIRA

    Penso que Iveco deveria criar e montar a sua caminhonete, aqui em Sete Lagoas, Minas é muito agrícola e têm muito espaço para este tipo de veículo.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência