Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Autopeças têm poucas saídas para manter empregos
Ana Carolina (TRW), Oliveira (ZF) e Galluzzi (Continental). Foto: Luis Prado

Trabalho | 18/05/2015 | 16h05

Autopeças têm poucas saídas para manter empregos

Empresas vivem dificuldade para aprovação de layoff em sindicatos

MÁRIO CURCIO, AB

Neste período em que a queda de demanda de veículos afeta o setor de autopeças, boa parte das empresas do segmento fica restrita a férias coletivas, banco de horas e PDVs como formas de manutenção de emprego e alternativas à demissão. O problema veio à tona no painel “A Visão das Autopeças” no III Fórum de RH da Indústria Automobilística, realizado por Automotive Business na segunda-feira, 18, em São Paulo.

“Na TRW não há acordo para utilização de layoff”, afirma a diretora de recursos humanos da companhia, Ana Carolina Coutinho. “Não temos aliados no sentido de buscar outras medidas”, diz ela referindo-se à Intersindical Conlutas, que compreende os sindicatos das regiões de Campinas, Limeira, São José dos Campos e Rio Claro, no interior de São Paulo.

O diretor de RH da ZF para a América do Sul, Marcel Oliveira, lamenta o período: “Tenta-se diminuir (a demissão de trabalhadores) na medida do possível, mas as perspectivas não são boas. E dá para contar nos dedos as empresas que aplicam layoff, ele é muito oneroso. E o PDV acaba levando da empresa muitas pessoas que não queríamos atingir”, lamenta.

Vice-presidente de RH da Continental, Marco Galluzzi afirma: “Em algum momento a indústria vai se recuperar e a previsão é de que no ano de 2020 haja um déficit de 8,5 milhões de pessoas qualificadas. É preciso cuidar daqueles que estão a bordo.”

TERCEIRIZAÇÃO

Sobre a terceirização de trabalhadores, a diretora de RH da TRW afirma que espera poder contar com a regulamentação: “Nossa luta diária é para manter nossa competitividade”, afirma, referindo-se à necessidade de redução de custos. Oliveira, da ZF, também se diz partidário de que ela ocorra. Galluzzi pondera: “Somos céticos sobre como a terceirização vem sendo tratada em Brasília e não se sabe quanto tempo vai demorar para ser adotada de fato.”



Tags: Autopeças, ZF, TRW, Continental, PDV, layoff, III Fórum de RH da Indústria Automobilística, Ana Carolina Coutinho, Marcel Oliveira, Marco Galluzzi.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência