Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Gravataí e Piracicaba mantêm três turnos
Participação pelos Resultados (PPR) pagará cerca de R$ 9,5 mil a cada trabalhador da Hyundai

Trabalho | 20/05/2015 | 18h45

Gravataí e Piracicaba mantêm três turnos

GM gaúcha lança mão de banco de horas e Hyundai só ''observa'' crise

MÁRIO CURCIO, AB

Apesar de também terem sido atingidas pela queda de mercado, as fábricas da GM de Gravataí (RS) e da Hyundai de Piracicaba (SP) mantêm a produção em três turnos. Na unidade gaúcha, onde são montados Celta, Onix e Prisma, isso foi possível pela aprovação de um acordo entre trabalhadores e montadora pela adoção do banco de horas. “Conseguimos manter os três turnos e ampliar o day off. O trabalhador recebe folga sem perda de remuneração”, recorda o diretor administrativo do Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí, Valcir Ascari.

Antes a medida só podia ser utilizada por três dias consecutivos, mas agora o período é ilimitado. O acordo vale até 31 de dezembro. Também conta a favor de Gravataí o fato de que as vendas dos carros feitos ali terem recuado 9,5% em um ambiente de queda de 18,4% para automóveis e comerciais leves.

OÁSIS EM PIRACICABA

Beneficiada pela boa aceitação de seus carros, a Hyundai também mantém em três turnos a produção na cidade de Piracicaba, onde são fabricados os modelos HB20 (hatch), HB20X (hatch aventureiro) e HB20S (sedã). A soma dos emplacamentos desses modelos chega a 50,4 mil unidades no acumulado até abril, resultando numa queda de 3,7% puxada pelos hatches, já que os números só do sedã mostram alta de 7,5%.

“A direção da companhia confirmou há uma semana o compromisso de produzir entre 170 mil e 180 mil carros/ano na fábrica”, afirma o secretário-geral do Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba, Wagner da Silveira. Em julho a unidade terá férias coletivas dos dias 2 a 12 para manutenção e limpeza, programada sempre para o meio e o fim do ano.

“O que está segurando a região de Piracicaba é a Hyundai e seus fornecedores. Nosso setor sucroalcooleiro vive um período ruim e 23 usinas já fecharam. A Caterpillar demitiu 1,2 mil desde o ano passado e a Case encerrou o terceiro turno este ano”, diz Silveira. A maior expectativa dos funcionários da Hyundai gira sobre a Participação pelos Resultados (PPR), cujo valor será próximo a R$ 9,5 mil.



Tags: GM, Hyundai, Gravataí, Piracicaba, HB20, Celta, Onix, Prisma, sindicato, metalúrgicos, Valcir Ascari, Wagner da Silveira, sucroalcooleiro.

Comentários

  • Francisco

    BOAS NOTICIAS !!!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência