Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Greve na Volvo chega ao fim após 23 dias
Pessoal do 2º turno ficará em layoff por 7 meses

Trabalho | 01/06/2015 | 12h01

Greve na Volvo chega ao fim após 23 dias

Montadora subiu de R$ 5 mil para R$ 8 mil a primeira parcela da PLR

MÁRIO CURCIO, AB

Terminou depois de 23 dias a greve na fábrica de caminhões e chassis de ônibus da Volvo, em Curitiba, no Paraná. A montadora subiu de R$ 5 mil para R$ 8 mil o valor da antecipação da primeira parcela da Participação nos Lucros e Resultados (PLR), cujo valor de referência foi confirmado para R$ 30 mil em caso de produção equivalente à registrada em 2014. Se o volume não se repetir, a quantia será proporcionalmente menor.

A greve começou no dia 8 de maio, após a Volvo comunicar que encerraria o segundo turno de produção como reflexo da queda nas vendas de caminhões e ônibus. Durante a greve os metalúrgicos conseguiram que a montadora iniciasse um layoff (suspensão temporária dos contratos de trabalho) para os 600 trabalhadores desse período.

O layoff terá duração de sete meses. Os cinco primeiros seguirão o regime normal: os trabalhadores receberão o seguro desemprego e terão o restante do salário complementado pela Volvo. Os dois meses finais serão pagos integralmente pela fábrica.

Também durante a paralisação surgiu um Programa de Demissão Voluntária (PDV). Aqueles que aderirem receberão salários integrais e direitos trabalhistas até dezembro, mais um a quatro ordenados, dependendo do tempo de casa, e também o valor da PLR. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, os dias parados vão para um banco de horas e serão compensados até 2017.



Tags: Volvo, greve, sindicato, metalúrgicos, PLR, PDV.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência