Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Lançamentos | 29/06/2015 | 14h30

Yamaha tem mudanças para a linha 2016

Fazer 150 ganhou aparência mais esportiva e Lander 250 tornou-se flex

MÁRIO CURCIO, AB

Mais dos modelos da Yamaha receberam mudanças para a linha 2016. O maior número de alterações ocorreu na YS 150 Fazer flex, que ficou com aparência mais esportiva e é vendida em versão única, com preço sugerido de R$ 8.960. O valor é o mesmo cobrado pela opção mais completa da linha 2015.

A fabricante também mudou a XTZ 250 Lander. A motocicleta de uso misto (cidade-campo) passa a ser equipada com motor flex, que produz até 20,9 cavalos com etanol. O preço sugerido é de R$ 14.150, 3,5% mais alto que o da moto 2015. Segundo a Yamaha, tanto a Lander como a Fazer 150 modelo 2016 começam a chegar às concessionárias na segunda metade de julho.

A nova Fazer 150 teve a posição de pilotagem alterada. O guidão está mais baixo e a pedaleira foi recuada em cerca de dez centímetros. Com isso foi preciso aplicar um link para acionamento do câmbio, um mecanismo é muito simples, que gera folga e pode tornar a troca de marchas imprecisa.

Outra mudança foi feita no painel de instrumentos, que recebeu relógio, indicador de autonomia restante (fuel trip), função ECO (que mostra quando a moto é pilotada de forma econômica) e mostrador do conta-giros com fundo preto, que diminui a produção de reflexos na viseira do capacete. O punho esquerdo passa agora a ter um lampejador de farol.

“Foram alterações feitas a partir de pesquisas”, garante o gerente de marketing, Ricardo Tedesco. A Yamaha também trocou os retrovisores por outros de desenho mais elaborado e mudou as alças do garupa, antes feitas de aço, por outras de alumínio. A gama de cores e os grafismos (adesivos decorativos) também mudaram.

A Fazer 150 foi lançada em 2013 e é segunda Yamaha mais vendida no Brasil. Teve 15,3 mil unidades licenciadas de janeiro a maio.


Novo painel da Fazer 150 tem mostrador com fundo escuro e novos instrumentos: relógio, autonomia restante e função ECO, que ajuda a pilotar de forma econômica. Câmbio agora é acionado por um link muito simples, que pode tornar a troca de marchas imprecisa (fotos: divulgação e Mário Curcio)

LANDER: MENOS NOVIDADES

Além da troca do motor a gasolina pelo bicombustível, outra mudança importante feita pela Yamaha na XTZ 250 Lander está no painel, todo digital e com iluminação vermelha. Também traz indicador ECO, autonomia restante e dois hodômetros parciais. No mais, a Yamaha trocou as lentes cor-de-laranja dos pisca-piscas por outras incolores, mudou os grafismos e atualizou as cores.

A Lander foi lançada em 2006 e não passou por nenhuma reestilização nestes nove anos. De acordo com Tedesco, a Yamaha “apostou mais fichas” na Ténéré 250, que por ter maior potencial de mercado recebeu um conjunto maior de mudanças recentemente (veja aqui).



Tags: Yamaha, Fazer 150, Lander 250, flex, bicombustível.

Comentários

  • Marcus

    Até agora este foi o único site onde li esse comentário do link da troca de marcha. Escondem esse informação, por que!!! Será que prejudica na hora da pilotagem.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência