Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Lançamentos | 06/07/2015 | 19h33

VW Jetta feito no Brasil chega às concessionárias

Primeiras unidades montadas na fábrica Anchieta são distribuídas

REDAÇÃO AB

As primeiras unidades montadas no Brasil do Volkswagen Jetta começam a ser distribuídas este mês às concessionárias da marca. Segundo a fabricante, apenas a versão intermediária Confortline com motor 2.0 aspirado flex de 120 cavalos e câmbio automático Tiptronic de seis velocidades será produzida na fábrica da Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP), as demais Trendline (básica com o mesmo powertrain) e a Highline (topo de gama 2.0 turbo de 211 cv e transmissão DSG de seis marchas e dupla embreagem) continuarão a ser importadas do México, onde são fabricadas na planta de Puebla.

O Jetta nacionalizado é montado com grande índice de componentes importados (incluindo motor e transmissão) e é igual ao que vinha sendo importado do México. O preço inicial de R$ 74.730 até aumentou um pouco em relação aos R$ 73.990 que vinham sendo pedidos pela versão Confortline até meados de junho, segundo último levantamento do Datafolha.

O pacote de equipamentos de série da versão nacional é igual ao da importada, incluindo ar-condicionado com saída para o banco traseiro, rodas de liga leve de 16 polegadas, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, alarme com comando remoto “keyless”, direção com assistência hidráulica, volante revestido de couro com hastes para troca de marcha (shift paddles) e comandos do computador de bordo e dos sistemas de som e de telefonia, controle automático de velocidade de cruzeiro (cruise control) sistema de som com tela colorida de 6,5 polegadas sensível ao toque (touchscreen), seis alto-falantes, freios ABS com EBD (distribuição das forças de frenagem), controle de tração (ASR) e quatro airbags (dois frontais e dois laterais).

Com o Jetta montado em São Bernardo, o Up! em Taubaté (SP) e o Golf que entra em produção ainda este mês em São José dos Pinhais (PR), além da linha de motores EA211 fabricada em São Carlos (SP), todas as fábricas da Volkswagen do Brasil terão produtos globais em suas linhas.



Tags: Volkswagen, VW, Jetta, Anchieta, ABC, São Bernardo, produção, fábrica, venda.

Comentários

  • Cleber

    A Volkswagen conseguiu uma das melhores receitas para motores, reunir potencia com motor econômico, faço na estrada 14.4Km na estrada com motor 2.0 T FSI.

  • Haini Butzke

    O carro realmente é muito bom,tenho um Highline TSI pacote premium, a VW apenas deveria revisar o manual do proprietário e informar que o rodizio de pneus deve ser realizado a cada 7 mil km conforme orientação do fabricante ( no meu caso, Michelin). Por não ter feito,perdi os pneus traseiros com 12 mil km por problema de escamação dos pneus.

  • Manuel

    Texto contraditório pois finaliza dizendo que agora "...todas as fábricas da Volkswagen do Brasil terão produtos globais em suas linhas." Mas no início menciona que as versões com turbo, transmissão DSG e dupla embreagem continuarão sendo importadas. Portanto, por enquanto os produtos serão globais só na aparência externa.

  • Marcelo

    Do que adianta "nacionalizar o produto" e AUMENTAR O PREÇO DE VENDA ??? Totalmente sem justificativa e sem propósito. Brasil... meu Brasil brasileiro.....

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência