Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 15/07/2015 | 18h05

Renault e Nissan obtêm recorde em sinergias

Valor alcançado pela aliança em 2014 superou o anterior em mais de 30%

REDAÇÃO AB

A Aliança Renault-Nissan alcançou recorde de sinergias de cerca de € 3,8 bilhões em 2014, registrando alta de 32,4% sobre o ano anterior, quando foram obtidos € 2,87 bilhões. As áreas de compras, engenharia e manufatura foram as que mais contribuíram.

Tanto o lançamento dos primeiros veículos da Família de Módulos Comuns (CMF) da Aliança como a recente convergência de quatro unidades de negócio principais ajudaram a ampliar sinergias nas três áreas. As sinergias são geradas a partir de redução de custos, prevenção de custos e aumento de receita.

Apenas as novas sinergias (não cumulativas) são consideradas a cada ano. O cálculo permite que Renault e Nissan verifiquem se estão cumprindo objetivos de desempenho. Aumentos de receita e economias permitem que ambas as montadoras ofereçam veículos com maior valor agregado em todo o mundo.

“Nossa Família de Módulos Comuns continua a promover sinergias em todas as áreas principais”, afirma o presidente e CEO da aliança, Carlos Ghosn. “Ao mesmo tempo, a recente convergência de quatro funções-chave na Renault e na Nissan (engenharia, engenharia de manufatura & gestão da cadeia de fornecimento, compras e recursos humanos) permite acelerar ainda mais as sinergias”, acrescenta o executivo.

A aliança convergiu as quatro funções em 1º de abril de 2014. Renault e Nissan continuam sendo empresas distintas, mas cada função é comandada por um vice-presidente executivo comum da aliança. Graças à convergência, as empresas esperam superar sua meta de gerar € 4,3 bilhões em sinergias anuais até 2016, um aumento em comparação com o total de € 1,5 bilhão em sinergias obtidas em 2009, quando o indicador passou a ser monitorado pela aliança.

FAMÍLIA DE MÓDULOS COMUNS (CMF)

A Família de Módulos Comuns é um sistema exclusivo de arquitetura veicular da aliança baseado em módulos, o que permite um aumento de sinergias. A CMF leva a Renault e a Nissan a desenvolverem uma gama mais ampla de veículos a partir de uma combinação menor de peças. Os modelos compactos são baseados na plataforma CMF-A. Os médios utilizam a CMF-B e os maiores são desenvolvidos com base na CMF-C/D.

Em fevereiro de 2014 a Nissan renovou o modelo Qashqai na Europa. O carro foi desenvolvido com base na CMF-C/D e é o terceiro veículo da Nissan baseado na CMF. Em 2013 a montadora lançou o Rogue nos Estados Unidos e o X-Trail na China. No começo deste ano a Renault lançou seus primeiros veículos baseados na plataforma CMF: Espace e Kadjar foram desenvolvidos com base na CMF-C/D.

Em 2015 a Renault lançará o Kwid na Índia. Este é o primeiro modelo da aliança desenvolvido com base na arquitetura CMF-A e será produzido na fábrica Renault-Nissan em Chennai. A Datsun vai lançar um veículo baseado na mesma plataforma em 2016. Até 2020, a aliança espera que 70% de seus veículos sejam desenvolvidos com base em arquiteturas CMF.

PRODUÇÃO CRUZADA

A produção cruzada de veículos também é um dos principais fatores de sinergias em manufatura e deve ser ampliada após a implantação do sistema APW (Alliance Production Way) em todas as fábricas do mundo até o fim de 2015.

O sistema de produção APW é resultado do compartilhamento de melhores práticas em toda a organização, permitindo que as fábricas façam melhor uso de suas capacidades, para produzir tanto modelos Renault como Nissan.

Em 2014 a Nissan iniciou a produção do Rogue na planta da Renault em Busan, na Coreia do Sul, para que pudesse atender a demanda maior do que a prevista do mercado americano.

A fábrica da Avtovaz, na cidade russa de Togliatti, é a maior base de produção da aliança no mundo, com capacidade próxima a 1 milhão veículos por ano. A unidade produz veículos para as marcas Lada, Renault, Nissan e Datsun. A Aliança possui a maior parte do capital acionário da joint venture que controla a Avtovaz.



Tags: Aliança, Renault Nissan, sinergias, Carlos Ghosn, Família de Módulos Comuns, CMF, X-Trail, Rogue, Kadjar, Kwid.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência