NOTÍCIAS
15/10/2015 | 14h00

Lançamentos

Fiat dá mais detalhes da picape Toro

Novo modelo é mais comprido e leva mais carga do que a Renault Oroch


PEDRO KUTNEY, AB

A primeira foto oficial por inteiro da Fiat Toro
A Fiat revelou mais detalhes de sua nova picape, a Toro, que já está em produção de testes na fábrica de Goiana (PE) e deve chegar ao mercado no início de 2016. Pela primeira vez o modelo foi mostrado oficialmente sem disfarces, ainda que em uma foto virtual, montada por meio de programa de design. A imagem passa impressão de robustez com certa esportividade. É exatamente o que a Fiat quer transmitir, incluindo o veículo em um novo segmento, batizado por ela mesma de SUP, de Sport Utility Pick-up, ou picape utilitária esporte.

Ao que parece, a Fiat pretende com a Toro ser a segunda a entrar em novo segmento do mercado, das picapes médias-compactas, criado este mês no País com a recém-lançada Renault Duster Oroch (leia aqui), com a proposta de não ser tão grande quanto uma picape média (tipo Chevrolet S10 ou Ford Ranger), nem tão pequena quanto as derivadas de automóveis como a Fiat Strada ou Volkswagen Saveiro.

Tudo indica também que a Toro deve concorrer com algumas vantagens sobre a Oroch, a começar pelo tamanho: a Fiat informa que seu novo veículo terá 4,915 metros de comprimento, portanto será 22 centímetros mais longa dos que os 4,69 metros da picape da Renault. Apesar dessa diferença, não há nada parecido com ambos os produtos n o mercado brasileiro. Picapes médias têm mais de 5,3 m de comprimento e as pequenas não chegam a 4,5 m, além de serem também bem mais estreitas: a Oroch tem largura de 1,82 m (algo que se espera parecido da Toro), contra 1,74 m de uma Strada. Oroch e Toro, portanto, inauguram um segmento intermediário.

Conforme se vê na foto, assim como sua rival, a Toro tem cabine dupla com espaço para cinco pessoas, mas segundo adianta a Fiat, tem capacidade para levar até uma tonelada de carga, bem mais que os 650 kg da Oroch. São pesos que também colocam ambas as picapes em segmento intermediário, na comparação com as médias que levam até 1,3 tonelada e as pequenas em torno de 400 kg.

Espera-se ainda que a picape Fiat tenha motorização mais valente do que a rival da Renault, que usa motores flex 1.6 de 125 cv ou 2.0 de 148 cv. Com capacidade para levar uma tonelada, a Toro ganha licença legal para usar motorização diesel – proibida no Brasil para veículos leves, com exceção daqueles que têm essa capacidade mínima de carga ou tração 4x4. Dessa forma, a Toro deve ser equipada com o mesmo motor turbodiesel Multijet de 170 cavalos importado da Itália, já lançado aqui em versões do Jeep Renegade, produzido sobre a mesma plataforma a ser utilizada na Toro e na mesma fábrica de Goiana – tudo pertencente ao mesmo grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA).

A versão com motor diesel, contudo, deverá custar acima de R$ 100 mil. Por isso a Fiat deverá oferecer versões flex da Toro para competir em preço com a Oroch (de R$ 62.290 a R$ 70.790). A opção disponível no momento também é a mesma usada nas versões flex do Renegade, o motor 1.8 de 132 cv.

Comentários: 3
 

Pércio Schneider
16/10/2015 | 09h41
Não é exatamente um "novo segmento". As antigas S10 e Ranger, quando foram lançadas, situavam-se entre D20 e Chevi, e F1000 e Pampa, respectivamente. As menores saíram de linha substituídas por outras de mesmo porte enquanto as maiores foram crescendo aos poucos até chegar a um tamanho equivalente às anteriores, com isso deixando um vácuo agora ocupado por Oroch e futuramente a Toro.

Josimar Constantino Dantas
24/10/2015 | 18h10
Olá! Achei muito interessante a reportagem sobre a nova picape toro: Já estou curioso para ver essa nova concorrente.

Paulo Fernandes Dourado
20/02/2016 | 22h25
Ola tudo bem! sou paraplégico e tenho muita vontade da comprar uma camionete mais todas elas são altas e fica muito difìcio par mim entrar. portanto gostaria de saber a sua altura e que rodas vai estar usando. e se vai ser vendida pelo o plono do deficiente e o preço da top a diesel de 9 marcha.

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:


QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 13/12/2017
Requisitos de segurança têm de se adequar à realidade local de mercado

Esta coluna é apoiada por:

Advertisement Advertisement Advertisement Advertisement Advertisement
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
INOVAÇÃO | 25/10/2017
Indústria precisa questionar qual será o seu papel no futuro
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
DE CARRO POR AÍ | 15/12/2017
Governo oferece incentivo para instalação de fábrica em Itumbiara
QUALIDADE | 01/12/2017
Envolver e motivar colaboradores é essencial para gerar bons resultados
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes
Novas palavras, expressões e siglas podem levantar dúvidas sobre o futuro
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
AUTOINFORME | 15/12/2017
Coreia constrói ambiente urbano planejado e inteligente
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018