Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Vendas de pneus para montadoras caem 22,8% até outubro

Autopeças | 02/12/2015 | 17h07

Vendas de pneus para montadoras caem 22,8% até outubro

Queda é puxada pelo segmento de carga, com retração de 48,3% até outubro

REDAÇÃO AB

As vendas totais de pneus para as montadoras recuaram 22,8% entre janeiro e outubro na comparação com iguais meses do ano passado puxado pela queda de 48,3% das vendas do segmento de pneus de carga, passando de 1,7 milhão de unidades em 2014 para 874 mil neste ano, conforme dados divulgados pela Anip, Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos.

Já para o segmento de pneus para veículos leves as vendas diminuíram 20,8%, para 7,1 milhões de unidades na mesma base de comparação.

Na contramão do mercado original, o de reposição registrou crescimento das vendas em 10,5% nos dez meses acumulados do ano. Para o presidente da Anip, Alberto Mayer, embora o segmento de pneus para veículos de passei tenha crescido 16,3% no mercado de reposição, a tendência é de que este ritmo diminua nos próximos meses.

“Diante do cenário pessimista, de crédito restrito, o consumidor não está comprando carro novo e tem optado por manter o que já tem, realizando manutenções que levam, por exemplo, à troca de pneus. Como essa substituição não é feita todos os anos, há uma expectativa de que o mercado de reposição caia no médio prazo”, avalia Mayer.

No setor industrial, as vendas de pneus para máquinas apresentaram queda de 26,5% para pouco mais de 109 mil unidades. Segundo o presidente da entidade, a redução se deve à estagnação da indústria nacional refletindo na menor demanda do segmento.

Ainda no acumulado de dez meses, as exportações foram 6,9% menores do que o volume entregue em mesmo intervalo de 2014, embora tenha havido superávit de US$ 589 milhões por conta do saldo de 5,1 milhões de unidades na balança comercial.

“Há um esforço para se aumentar a exportação de pneus, porém a concorrência global é forte e o nosso produto enfrenta pesada carga tributária nas importações de matérias-primas que, somada à influência da variação cambial na composição dos preços e aos elevados custos operacionais do País, acabam limitando a competitividade do produto no exterior”, avalia Mayer.



Tags: Pneus, vendas, montadoras, Anip.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência