Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Renault faz recall de 15,8 mil Captur para corrigir emissões
Renault Captur é alvo de recall por descumprimento de normas de emissões

Internacional | 20/01/2016 | 18h45

Renault faz recall de 15,8 mil Captur para corrigir emissões

Também fará atualização de sistema para mais 700 mil veículos

REDAÇÃO AB

A Renault confirmou que fará um recall de 15,8 mil unidades do modelo Captur versão diesel para corrigir o sistema de controle de emissões além de oferecer sua atualização para outros 700 mil veículos. Segundo a montadora, o ajuste estará disponível para os veículos equipados com a mais recente geração de motores diesel Euro 6.

O anúncio veio após o Ministério do Meio Ambiente na França declarar na terça-feira, 19, que resultados preliminares de testes com motores a diesel da Renault e de outras montadoras apontam para o descumprimento de normas de emissões. A ministra Ségolène Royal havia ordenado a inspeção de veículos de oito marcas em setembro após o estouro do escândalo de fraude da Volkswagen que admitiu ter equipado 11 milhões de motores a diesel com um software capaz de alterar os resultados dos controles de emissão.

Cem veículos foram escolhidos aleatoriamente e de todas as principais marcas de automóveis para comparar suas emissões reais com os resultados dos testes apresentados por eles em laboratórios, o que incluiu 25 carros da Renault. Os testes franceses revelaram que alguns modelos, sobretudo da Renault, superavam os níveis autorizados de CO2 e de NOx, mas não detectaram a utilização de programas fraudulentos como o utilizado pelo Grupo VW. Além da Renault, o governo francês está testando carros da Peugeot, Citroën, Volkswagen, Mercedes-Benz, Ford, Opel (braço europeu da GM), Toyota e BMW. Posteriormente, serão avaliados carros da Nissan, Volvo, Suzuki e Fiat.

Segundo a Renault, o recall será limitado a versão do Captur de 110hp. “Estamos a cumprir as normas e não estamos tentando enganar o consumidor”, disse Thierry Bollore, o segundo no comando da Renault, abaixo apenas do CEO Carlos Ghosn. “Nós concordamos que a nossa posição não é satisfatória, mas somos os primeiros a admitir que temos espaço para melhorar”, afirmou.

A empresa irá detalhar os ajustes do recall em março, mas começará a oferecer as atualizações do software apenas em julho.

Bollore já havia anunciado no mês passado que a montadora estava reforçando seus investimentos para melhorar o desempenho de emissões de NOx. A empresa destinou € 50 milhões (US$ 54 milhões) para atualizar seus motores a diesel e outros € 1,5 bilhão para acelerar o desenvolvimento de sua próxima geração de cinco para três anos.



Tags: Renault, recall, emissões, Captur, diesel, Volkswagen.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência