Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Internacional | 02/02/2016 | 18h00

VW começa recall do dieselgate na Europa

Amarok é o primeiro modelo convocado; em seguida virá o Passat

REDAÇÃO AB

A Volkswagen começou a adotar na Europa as medidas técnicas apresentadas em dezembro para o recall dos motores diesel EA 189. Neste primeiro momento as alterações serão feitas nas unidades 2.0. Os trabalhos começaram com a Amarok. O Passat será o próximo. As correções nos diferentes modelos serão feitas ao longo de todo o ano. As mudanças são necessárias para corrigir um software fraudulento instalado em diferentes versões desse motor. Apelidado de dieselgate, o problema resultou na demissão de vários executivos e na troca de boa parte do comando do Grupo VW.

Nos próximos meses serão feitos os ajustes também nos propulsores 1.2 e 1.6. Na terça-feira, 2, o ministro dos Transportes alemão, Alexander Dobrindt, e o presidente do conselho administrativo da VW, Herbert Diess, reuniram-se na oficina de uma concessionária Volkswagen em Berlim, Alemanha, para demonstração da aplicação prática da atualização de software a ser feita nos 2.0.

O tempo de trabalho estimado é de menos de meia hora nos modelos 2.0 e também nos 1.2 quando o trabalho destes tiver início. No caso dos 1.6 serão cerca de 45 minutos por causa da instalação de um orientador de fluxo de ar na admissão em complemento à mudança no software. Os 1.6 começam a receber as alterações a partir do terceiro trimestre.

Segundo a VW, a adoção das medidas técnicas terá início em outros países europeus, de acordo com as autoridades responsáveis.



Tags: Recall, dieselgate, Amarok, Volkswagen, EA 189, Herbert Diess, Alexander Dobrindt.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência