Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Jeep faz a sua estreia no mercado indiano
Jeep participa pela primeira vez do salão de Nova Déli

Internacional | 03/02/2016 | 18h50

Jeep faz a sua estreia no mercado indiano

Marca levará seus modelos ao salão do automóvel de Nova Déli

REDAÇÃO AB

Seguindo seu plano de expansão global, a Jeep vai iniciar atividades na Índia este ano. A estreia da companhia acontece no salão do automóvel de Nova Déli, que abriu as portas para a imprensa na quarta-feira, 3. A empresa leva três utilitários esportivos ao evento: Wrangler Unlimited, Grand Cherokee e Grand Cherokee SRT. As vendas começarão em meados de 2016.

O plano da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), que detém o controle da marca, é seguir com o processo de internacionalização, aumentando o volume de vendas fora dos Estados Unidos. “Estamos lançando a marca no quinto maior mercado do mundo, a Índia”, comemora Mike Manley, chefe da marca Jeep na Ásia.

A ofensiva no mercado emergente acontece após ano recorde para a Jeep, que vendeu 1,2 milhão de veículos globalmente em 2015. Além disso, a empresa iniciou operações importantes no ano passado, incluindo a fábrica brasileira de Goiana (PE) e uma planta na China.

O projeto da FCA na Índia é ambicioso. No ano passado a empresa anunciou investimento de US$ 280 milhões para construir fábrica na região em parceria com a Tata Motors. O empreendimento será chamado de Fiat India Automobiles Private Limited. O aporte e a nova planta, que será instalada em Ranjangaon, serão as bases para a produção de um novo modelo da Jeep para aquele mercado a partir de 2017.



Tags: Jeep, Índia, internacionalização.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência