Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Internacional | 19/02/2016 | 20h15

Dieselgate pode atingir carros Mercedes-Benz

Modelos BlueTec estariam emitindo mais NOx que o permitido nos EUA

REDAÇÃO AB

A Daimler é acusada de utilizar um dispositivo de corte em modelos Mercedes-Benz BlueTec diesel que faz com que os veículos ultrapassem os padrões de emissão quando funcionam em temperaturas abaixo de 10 graus Célsius. O processo foi aberto em Nova Jersey por um escritório de advocacia especializado em direitos do consumidor. A informação foi divulgada pelo site Automotive News e o caso tem contornos semelhantes ao chamado dieselgate que atingiu o Grupo Volkswagen.

"A alegação é infundada. Todos os nossos veículos estão em conformidade com os padrões determinados”, afirmou o porta-voz da Daimler Joerg Howe. A acusação de que a montadora usa o dispositivo para desligar o sistema voltado à redução de emissões de óxido de nitrogênio (NOx) foi feita pelo dono de um Mercedes em Illinois.

Dessa forma, os motores estariam emitindo 19 vezes mais NOx que o permitido pelas normas americanas e algumas leituras instantâneas superaram em 65 vezes o valor máximo tolerado quando o dispositivo desliga o sistema de controle de emissão.

O escritório de advocacia embasou-se, em parte, em um artigo da revista alemã Der Spiegel. A publicação informa que a Mercedes admitiu que o desligamento ocorre para proteger o motor.

Os advogados também citam um estudo realizado pela agência de testes independente TNO para o Ministério Holandês de Infra-Estrutura e Meio Ambiente. Em medições reais, o Mercedes C 220 emite mais NOx do que o volume aferido em resultados laboratoriais.

“É comum haver medições reais com resultados diferentes dos obtidos em testes de laboratório, mas não nessa proporção”, afirma a porta-voz da TNO, Monique de Geus. Testes da empresa mostraram que vários veículos vendidos na Europa apresentaram emissões muito mais elevadas do que o permitido e que modelos Mercedes BlueTec estavam entre os testados.

A ação pretende forçar a Mercedes-Benz a fazer um recall dos modelos afetados ou substituí-los, além de reparar outros danos decorrentes do problema. Entre os modelos atingidos estariam os utilitários esportivos GLE, ML320, ML 350 e também modelos das Classes E e S.

As reivindicações são semelhantes àquelas que atingiram 11 milhões de veículos a diesel do Grupo Volkswagen no fim de 2015, levando a uma grande investigação que resultou na mudança de boa parte da cúpula do Grupo VW. A primeira denúncia que deu origem ao dieselgate ocorreu nos Estados Unidos e a Justiça americana está processando a VW em US$ 46 bilhões por violações do direito ambiental.



Tags: Daimler, Mercedes-Benz, BlueTec, NOx, C 220, ML 320, ML 350, Classe E, Classe S, Joerg Howe, Der Spiegel, Monique Geus, TNO.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência