Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Case IH renova linha de colheitadeiras
Axial-Flow Série 130 é produzida em Sorocaba em quatro versões

Lançamentos | 25/02/2016 | 22h30

Case IH renova linha de colheitadeiras

US$ 40 milhões foram gastos entre fábrica e desenvolvimento de produto

MÁRIO CURCIO, AB | De Sorocaba (SP)

A Case IH investiu US$ 40 milhões em sua nova série de colheitadeiras Axial-Flow 130. São quatro versões, com preços entre R$ 600 mil e R$ 950 mil. “Elas atendem as classes 5, 6 e 7, que juntas respondem por 70% do mercado de colheitadeiras”, afirma o diretor de vendas Cesar di Luca.

A Série 130 é toda montada na fábrica de Sorocaba (SP) e utiliza motores eletrônicos FPT NEF 6.7 e Cursor 9 com potências entre 299 e 442 cavalos. As novas colheitadeiras substituem os modelos 2566, 2688 e 2799. Os US$ 40 milhões serviram para a criação e desenvolvimento das máquinas e atualização da unidade sorocabana.

A capacidade instalada pode chegar a picos de 20 unidades diárias em dois turnos, mas a produção atual estaria em torno de cinco colheitadeiras/dia. O desenvolvimento da Série 130 foi feito pelo time brasileiro de engenheiros. “Elas colhem soja, trigo, milho, sorgo, girassol e são as melhores para feijão”, garante Di Luca.

A apresentação dos modelos ocorre com certo atraso, já que as vendas desse tipo de máquina começam a crescer em outubro por causa do início de grandes colheitas: “Tivemos de segurar um pouco (o lançamento) por causa dos modelos antigos em estoque nos concessionários”, admite o diretor de marketing para a América Latina, Christian Gonzalez.

No entanto, a Case IH já vem faturando os novos produtos há algumas semanas e 50 unidades foram vendidas: “Onze já estão em pleno uso e os clientes nos deram um retorno bastante favorável”, garante Gonzalez.

O índice de nacionalização é de cerca de 60%. A maior parte dos itens importados vem dos Estados Unidos e da Europa.

MELHORIAS TÉCNICAS

Um dos destaques da Série 130 está no novo rotor Small Tube, onde os grãos são processados. Seu cilindro tem diâmetro menor, abrindo 26% a mais de espaço para processamento dos grãos. Essa mudança só não foi aplicada na menor das quatro máquinas (modelo 4130).

Peças intercambiáveis ou ajustáveis na área do rotor permitem melhor rendimento conforme o tipo de grão ou circunstância da colheita, como umidade e maturidade da planta.

Segundo a Case IH, os novos motores aumentaram a produtividade em até 10% e permitiram redução do consumo em 11%. A fabricante também aumentou a capacidade dos tanques de combustível em 40%. As versões 6130 e 7130 armazenam 950 litros de diesel. Os tanques graneleiros comportam agora até 10,6 mil litros.

Ainda de acordo com a Case IH, o projeto mais moderno permitiu redução de 17% no custo de manutenção.

Veja abaixo as características de cada máquina:

Modelo 4130 (Classe 5)
Potência máxima – 299 cavalos
Plataforma – 20 ou 25 pés
Tanque graneleiro – 7.050 litros
Reservatório de combustível – 550 litros

Modelo 5130 (Classe 6)
Potência máxima – 320 cavalos
Plataforma – 25 ou 30 pés
Tanque graneleiro – 9 mil litros
Reservatório de combustível – 950 litros

Modelo 6130 (Classe 6)
Potência máxima – 387 cavalos
Plataforma – 30 ou 35 pés
Tanque graneleiro – 10,6 mil litros
Reservatório de combustível – 950 litros

Modelo 7130 (Classe 7)
Potência máxima – 442 cavalos
Plataforma – 35
Tanque graneleiro – 10,6 mil litros
Reservatório de combustível – 950 litros.



Tags: Case IH, Axial-Flow, colheitadeiras, FPT, Cursor, soja, Cesar di Luca, Christian Gonzalez.

Comentários

  • AdemirUltado missaci

    Tenhointeresse em uma 5130

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência