NOTÍCIAS
14/03/2016 | 16h09

Comerciais

Iveco estreia no segmento de midibus com GranClass

Modelo de 15 toneladas atenderá primeiro o programa Caminho da Escola


SUELI REIS, AB | De Cascavel (PR)

A Iveco Bus estreou no segmento de midibus com o lançamento do ônibus GranClass, o primeiro micrão da montadora, como também é conhecida a categoria de 15 toneladas, intermediária do minibus e dos ônibus convencionais de 17 toneladas e que podem ter de 8 a 11 metros de comprimento. O novo chassi 150S21 é derivado do 170S28, de 17 toneladas, ambos fabricados na unidade de Sete Lagoas (MG) com capacidade de produção para 30 unidades do modelo por dia. O modelo desenvolvido em parceria com a encarroçadora Mascarello foi concebido para ser entregue como um ônibus completo, chassi mais a carroceria, diferente do que geralmente ocorre no mercado brasileiro, onde frotistas compram o chassi e depois escolhem com qual encarroçadora querem fechar o veículo.

O primeiro alvo do novo micrão da Iveco será o Caminho da Escola, programa do governo que junto com os municípios promove a renovação de frota de ônibus escolares nas áreas rurais e urbanas do País e para o qual a montadora contabiliza mais de 6 mil unidades entregues até agora. Ele chega para concorrer com os midibus de Agrale MA 15.0, Mercedes-Benz OF-1519 e Volksbus 15.190.

“A Iveco Bus já participa com o GranClass de uma licitação para a compra de 1,6 mil ônibus para o Caminho da Escola e que ainda está em andamento. O edital deve sair no fim deste mês ou no início de abril”, revela o gerente de marketing de produto da Iveco Bus, Gustavo Serizawa, durante o lançamento do GranClass realizado na sede da Mascarello, em Cascavel (PR).

Disponível em duas versões, para 42 alunos mais espaço para cadeirante e 48 alunos, sem espaço para cadeirante, o modelo oferece equipamentos como elevador de acesso, uma cadeira de rodas (de série na versão com espaço para a cadeira), porta com dispositivo anti-esmagamento, porta-mochila no teto e rede nas costas dos assentos para acomodação de material escolar. Também conta com sistema que impede a abertura da porta quando o veículo está em movimento, limitador de velocidade, câmera e sensores de ré, cintos de segurança em todas as poltronas e proteção nas janelas. Completa a lista de equipamentos de série o dispositivo de bloqueio de diferencial, que facilita a transposição de atoleiros, além da suspensão elevada e reforçada, pneus de uso misto e redução de balanço dianteiro e traseiro, permitindo o fácil acesso em terrenos acidentados. O veículo é equipado com motor FPT N45 de 206 cv de potência e transmissão Eaton FS 5406A manual de seis marchas.

“O GranClass vem para reforçar e complementar o transporte escolar rural. Antes do surgimento do programa, em 2007, algumas cidades rurais contavam apenas com veículos de terceira geração, aqueles que já haviam passado pelos centros urbanos e depois pelas cidades interioranas, e em outras ainda circulavam os conhecidos pau de arara em trajetos que duravam até uma hora”, conta Serizawa. Ele lembra que em 2009 uma caravana formada por representantes da indústria, do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) e do Inmetro percorreram mais de 40 mil quilômetros na época para conhecer e entender a necessidade da aplicação. “Isso nos ajudou a perceber que esta é uma realidade muito diferente da aplicação urbana”, acrescenta.

TIME REFORÇADO

Segundo o diretor de negócios da Iveco Bus para a América Latina, Humberto Spinetti, apesar de já participar de uma licitação em curso, as vendas do GranClass vão depender unicamente de outras oportunidades que surgirem ao longo do ano. “É um chassi com flexibilidade - seus entre-eixos de 5,18 e 5,95 metros não nos impede de lançar novas versões no futuro”, afirma.

O GranClass é o sexto modelo do portfólio da Iveco Bus, que em 2015 completou seu primeiro ano de atuação no Brasil e que atua de forma independente da divisão de caminhões. A linha de produtos conta com Daily minibus, CityClass, WayClass (também desenvolvido em parceria com a Mascarello), o micro-ônibus 70C17 e o chassi 170S28, de 17 toneladas.

Com o avanço do portfólio, a Iveco Bus conseguiu encerrar o ano passado com crescimento de 62,4% nos seus emplacamentos, passando de 729 unidades em 2014 para 1.187 em 2015, na contramão do mercado brasileiro de ônibus cujas vendas caíram 39% no ano, para pouco mais de 16,6 mil chassis. A participação da montadora no mercado subiu de 2,65% para 7,11%.

“Quando a Iveco Bus chegou ao Brasil nossa proposta era redesenhar a estratégia de atuação da marca focada no transporte de passageiros. Nosso modelo de negócio inclui a oferta de veículos completos, como o GranClass, para aplicações mais específicas, mas claro que contamos com o negócio somente chassi, adotado pela maioria das companhias no Brasil.”

O executivo afirma que na licitação atual a Iveco Bus lidera o ranking de preços do FNDE com o melhor valor médio: o GranClass está concorrendo pelo valor de R$ 239 mil, versão com elevador. “Vale lembrar que na venda para o governo não incide impostos. Para o varejo, estamos monitorando o mercado, ainda não temos uma definição de posicionamento, mas impostos devem representar algo como 20% a mais, fora o frete”, acrescenta.


Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 18/10/2017
Medidas simples e novos estudos ajudam na redução de emissões de CO2

Esta coluna é apoiada por:

Documento sem título
Advertisement Advertisement Advertisement
DE CARRO POR AÍ | 13/10/2017
Com Jumpy, marca avança em novo território
AUTOINFORME | 11/10/2017
Onix e HB20 elevam o patamar de entrada no mercado brasileiro
Novas palavras, expressões e siglas podem levantar dúvidas sobre o futuro
INOVAÇÃO | 15/08/2017
Indústria automotiva precisa abrir os olhos para novas formas de trabalhar
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes