Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Recursos liberados em janeiro encolhem 28,4%, aponta Anef

Crédito | 15/03/2016 | 16h06

Recursos liberados em janeiro encolhem 28,4%, aponta Anef

Crédito concedido por bancos de montadoras fechou em R$ 6,28 bilhões

REDAÇÃO AB

O total de recursos liberados para o financiamento de veículos em janeiro encolheu 28,4%, para R$ 6,28 bilhões contra os R$ 8,77 bilhões registrados em janeiro de 2015. Segundo dados da associação que reúne os bancos das montadoras, a Anef, a queda foi puxada pela retração de iguais 28,4% do CDC (crédito direto ao consumidor) na mesma base de comparação, para pouco mais de R$ 6,08 bilhões. O resultado reflete a dependência cada vez maior dos consumidores com relação ao crédito, além de significar a procura cada vez menor por outras modalidades de financiamento, como o leasing, cujas liberações somaram R$ 197 milhões, queda de 29,7% no mesmo comparativo.

O saldo das carteiras de veículos caiu 13,9% em janeiro ao acumular R$ 181,5 bilhões em janeiro. No CDC, houve recuo de 13,2% sobre igual mês de 2015, para saldo de R$ 175,6 bilhões. Já no leasing, o saldo ficou 28,9% abaixo do registrado há um ano, para R$ 5,9 bilhões.

Em janeiro contra igual mês de 2015, o crédito para pessoa física foi o que mais encolheu, com índice negativo de 29,2%, para R$ 5,5 milhões, enquanto o de pessoa jurídica recuou 19,3%, para R$ 566 milhões. Estes dados se referem apenas ao CDC.

A entidade atribui o resultado global ao cenário adverso da economia que segue afetando fortemente o setor automotivo. “Não é possível projetar uma retomada da economia nacional até que o desemprego estabilize e o mercado volte a ter poder compra”, informa no comunicado divulgado na terça-feira, 15.

Apesar disso, a Anef destaca que as taxas de juros praticadas pelos bancos de montadoras continuaram menores que as oferecidas por bancos de varejo. Ao longo do primeiro mês do ano, a taxa média para pessoa física foi de 1,8% ao mês e 23,8% ao ano, enquanto o mercado em geral registrou 2,04% a.m. e 27,5% a.a.

O prazo médio dos contratos de financiamento se manteve em 42 meses, o mesmo registrado há pelo menos três anos. Os planos máximos oferecidos pelas montadoras continuam em 60 meses.

INADIMPLÊNCIA

No fechamento de janeiro, a inadimplência – que registra os atrasos dos pagamentos dos contratos acima de 90 dias – chegou a 6,2% para pessoa física e 4,7% para PJ. A Anef reconhece que o fator decorre diretamente da perda de renda familiar e pela redução no volume de negócios das empresas, ambos agravados nos últimos meses.

O aumento dos atrasos na carteira de CDC foi de 0,7 ponto porcentual, chegando a 4,2% dos contratos para pessoa física, enquanto o porcentual na modalidade jurídica subiu 0,7 ponto percentual, para 5% no comparativo anual.



Tags: Anef, recursos, crédito, CDC, leasing, inadimplência.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência