Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Conjuntura | 28/03/2016 | 19h40

Globalização pode tirar setor da crise

Para a consultora Letícia Costa, indústria deve focar mercado mundial

ALEXANDRE AKASHI, PARA AB

A recessão não vai durar para sempre, mas ainda é difícil pensar em ações pós-crise no meio do turbilhão. Contudo, muito mais do que imaginar navegar em céu de brigadeiro é preciso enxergar o mercado automotivo como um todo e as oportunidades que ele oferece – agora e no futuro – em um momento de profunda transformação da industria.

Esta foi a principal mensagem da consultora Letícia Costa, sócia-diretora da Prada Assessoria, em sua palestra A Crise, as Oportunidades e a Reinvenção dos Negócios, durante o VII Fórum da Indústria Automobilística, realizado por Automotive Business no WTC, em São Paulo, na segunda-feira, 28.

Na visão de Letícia Costa a crise abre oportunidade para uma mudança de mentalidade dos executivos do setor automotivo brasileiro, que devem pensar globalmente para a indústria nacional, para ganhar escala e buscar competitividade internacional. Segundo a consultora, já faz tempo que as empresas fazem a lição de casa: buscam exportar mais, buscam incrementar volumes no mercado doméstico, trabalham o aftermarket, avaliam a cadeia de suprimentos e os fornecedores, fazem proteção de caixa e ajustes de capacidade. “Mas isso não é o suficiente quando pensamos a longo prazo”, afirmou. “A indústria não tem apresentado ganhos sustentáveis nem mesmo quando não há crise”, completou.

LENTIDÃO

Na avaliação da consultora, a recuperação da crise será lenta. Ela prevê retomada do patamar de produção de 2014 somente depois de 2020. “Neste cenário, haverá muita dificuldade para justificar investimentos”, alerta. Por isso, recomenda buscar investir em setores em que a indústria brasileira demonstra maior competência. “Não precisamos ser bons em tudo, mas ser competitivos para quando a crise passar, em 2021, a indústria esteja inserida no contexto global”, argumentou.

Para Letícia, se a indústria nacional não começar a se mexer agora, corre o risco de ficar parada no tempo, enquanto o mundo desenvolve veículos conectados, autônomos, movidos a eletricidade, sob o conceito de mobilidade compartilhada. “Mesmo que o País não tenha infraestrutura para absorver tudo isso, temos de mirar a exportação, dentro de um contexto globalizado, com produtos de qualidade e competitivos”, afirmou.

Para ela, dessa forma o setor se protege da instabilidade e volatilidade do mercado nacional, uma vez que estará inserido em um universo mais amplo e consistente.

Assista à entrevista com Letícia Costa, da Prada Assessoria:



Tags: VII Fórum da Indústria Automobilística, Letícia Costa, globalização, mercado, indústria.

Comentários

  • Reinaldo Oliveira

    Mais uma excelente palestra da Letícia pude assistir hoje no VII Fórum da Indústria Automobilística. Letícia, de forma sábia e objetiva, indicou quais são os caminhos para amenizar a crise. A indústria não pode esperar (somente) pela ajuda dos governos, mas tem que fazer a sua parte, embarcar tecnologia, ser mais produtiva, reduzir as ineficiências. Parabéns ao time da Automotive Business e à Letícia. Sensacional !!!!!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV