Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 29/03/2016 | 18h40

Governo reduz alíquotas de autopeças sem produção no Mercosul

Itens cujo imposto de importação era de 18%, 16% e 14% passam para 2%

REDAÇÃO AB

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) por meio da Câmara de Comércio Exterior (Camex) alterou a lista de autopeças não produzidas no Mercosul e reduziu a alíquota de importação após uma revisão que foi proposta pelas associações da indústria nacional. Os itens que integram a nova lista e que possuíam alíquotas originais de importação de 18%, 16% e 14% foram reduzidas para 2% conforme a Resolução Camex 23/2016 e a Resolução Camex nº 24/2016 publicadas no Diário Oficial da União de segunda-feira, 28.

Houve a inclusão de 61 novos produtos, revogação de cinco itens por inexistência de fabricação nacional, além de alterações nas descrições de quatro ex-tarifários, regime que consiste na redução temporária na tarifa externa comum do Mercosul quando não houver produção nacional.

As novas reduções concedidas contemplam autopeças destinadas às máquinas agrícolas e rodoviárias (de construção), além de motores e transmissões automáticas sem produção nacional. No caso dos motores a gasolina ou bicombustíveis (flex fuel) as reduções foram concedidas pelo prazo de 12 meses e com cotas que variam de acordo com o tipo do produto. No caso de peças para as transmissões automáticas e motor do tipo diesel, as reduções foram concedidas igualmente por 12 meses, mas sem limite de cota de volume de importação.



Tags: Autopeças, importação, Mercosul, alíquota, Camex, MDIC, ex-tarifários.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência