NOTÍCIAS
07/04/2016 | 00h45

Lançamentos

Audi traz novo A4 a partir de R$ 159.990

Nona geração poderá dobrar as vendas do sedã no mercado brasileiro


MÁRIO CURCIO, AB

Primeira versão à venda é a Launch Edition, de R$ 172.990
Reportagem atualizada às 8h10

A Audi já traz ao Brasil o novo A4, sedã que chega à nona geração. A primeira versão a desembarcar nas revendas, Launch Edition, tem preço sugerido de R$ 172.990 e pacote especial de equipamentos. Em maio chegam as versões Attraction, de R$ 159.900, e Ambiente, por R$ 182.990. As três têm motor a gasolina 2.0 TFSI Ultra, de 190 cavalos.

No segundo semestre a fabricante trará o A4 Ambition 2.0 com 252 cavalos e também a opção A4 Avant, com carroceria do tipo station wagon (perua). A empresa não informa quantas unidades quer vender até o fim do ano. O presidente da montadora no Brasil, Joerg Hofmann, diz apenas que a intenção é dobrar as vendas do sedã, que em 2015 teve 960 unidades licenciadas. Mas isso pode não ocorrer neste ano, já que os emplacamentos da empresa neste primeiro trimestre caíram 6,8% (veja aqui).

Este A4 foi construído sobre uma nova plataforma, MLB Evo, com motor longitudinal como na anterior. “A carroceria utiliza aços de alta e ultra-alta resistência. Os suportes de molas são feitos de alumínio fundido sob pressão. O alumínio também está em partes da carroceria, que ficou até 120 quilos mais leve”, afirma o consultor técnico da Audi, Lothar Werninghaus.

O motor 2.0 Ultra tem taxa de compressão mais alta, de 11,65:1, injeção de alta pressão (250 bars) e combina o funcionamento do comando de válvulas variável ao conceito do ciclo Atkinson, que o tornou bastante econômico, fazendo 11 km/l na cidade e 14,3 km/l em estrada. O câmbio automatizado S Tronic de dupla embreagem e sete velocidades foi reprojetado e permite trocas de marcha mais rápidas. Ele utiliza bombas de óleo internas elétricas. A dupla embreagem é banhada a óleo. As suspensões dianteiras passaram a utilizar cinco em vez de quatro braços, mas tiveram o peso diminuído em seis quilos. A direção elétrica é nova.

As modificações na carroceria resultaram em um coeficiente de arrasto aerodinâmico (cx) de 0,23, baixo para um sedã desse porte. Aliado ao melhor isolamento acústico, esse desenho resultou em um rodar silencioso. Para melhorar ainda mais esse conforto acústico a Audi criou aberturas no para-choque dianteiro ao lado dos faróis auxiliares. Embora pareçam tomadas para resfriar os freios, elas ajudam a eliminar o ruído de rodagem formado dentro das caixas de roda.

CONFORTO E ESPAÇO INTERNO


Nona geração está pouco maior, mas pesa até 120 kg a menos. Saídas de ar ocupam quase todo o comprimento do painel. Conforto e novo câmbio de sete marchas são destaques. Espaço para as pernas aumentou no banco de trás.

O novo A4 mede 4,73 metros e tem mais espaço para os joelhos de quem viaja atrás por causa da maior distância entre eixos, agora com 2,82 metros. Chama atenção a mudança feita no painel. As saídas de ventilação centrais e do passageiro da frente formam uma linha contínua desde o quadro de instrumentos até a ponta direita. O porta-malas do novo A4 não é lá muito grande, mas tem razoáveis 480 litros.

A lista de itens de série da versão Launch Edition inclui o Audi Virtual Cockpit, tela digital no lugar do quadro de instrumentos que mostra as informações mais importantes por gráficos de alta resolução. Ela combina as informações do painel (velocímetro e conta-giros, por exemplo) com funções da central multimídia. Com o Virtual Cockpit o motorista escolhe se que ver as informações do jeitão tradicional, com grandes mostradores circulares, ou no modo de infoentretenimento, em que esses "relógios" ficam menores e abrem espaço para as funções do GPS e telefone, entre outras.

Também são de série na versão de lançamento os bancos esportivos de couro sintético, sensores de estacionamento traseiros, sensor de chuva, retrovisores rebatíveis, faróis totalmente por LEDs e o Audi Smatphone Integration.

Entre os opcionais da Launch Edition há ar-condicionado com três zonas distintas de temperatura, teto solar elétrico, sensores de estacionamento também na dianteira, câmera de ré e também o head-up display, que projeta informações no para-brisa como a velocidade do carro e a direção a seguir, indicada pelo navegador GPS.

CAPRICHADO E MUITO RÁPIDO

Nada como sentar para dirigir um carro que não só é muito confortável como acelera bem. Assim é o A4. Segundo a Audi, o novo sedã vai de zero a 100 km/h em 7,3 segundos e atinge 240 km/h de velocidade máxima. Usando as borboletas atrás do volante e passando as marchas uma a uma dá para perceber o quanto o carro é ágil. A nova transmissão S Tronic faz mesmo trocas rápidas.

Quem prefere andar tranquilo nem vai ouvir o motor. Dirigindo a 120 km/h em sétima marcha, o conta-giros fica abaixo de 2.000 rpm. O ruído de rodagem também é muito baixo e comprova o trabalho eficiente de isolamento acústico feito pela montadora.

Para quem dirige ou não, tudo está no lugar certo, ao alcance e com comandos fáceis, intuitivos. No entanto, a alavanca que libera os ajustes de altura e profundidade do volante é mais dura do que deveria. Mas todos os materiais utilizados no carro são agradáveis ao toque. A versão Launch Edition avaliada tinha em sua lista de itens bancos com ajustes elétricos para motorista e passageiro da frente, head up display e alerta para veículos que trafegam em pontos cegos. O modelo A4 substituiu o Audi 80 em 1994 e já teve 12 milhões de unidades vendidas em todo o mundo.

Assista ao vídeo produzido pela Audi para o A4:


Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 11/10/2017
Montadoras decretam fim da crise e já desfrutam de trajetória de recuperação

Esta coluna é apoiada por:

Documento sem título
Advertisement Advertisement Advertisement
DE CARRO POR AÍ | 13/10/2017
Com Jumpy, marca avança em novo território
AUTOINFORME | 11/10/2017
Onix e HB20 elevam o patamar de entrada no mercado brasileiro
Novas palavras, expressões e siglas podem levantar dúvidas sobre o futuro
INOVAÇÃO | 15/08/2017
Indústria automotiva precisa abrir os olhos para novas formas de trabalhar
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes