Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 05/05/2016 | 18h48

Lucro líquido do Grupo BMW aumenta 8,2% no 1º trimestre

Apura ganho recorde de € 1,64 bilhão e melhor volume de vendas para o período

REDAÇÃO AB

O lucro líquido do Grupo BMW aumentou 8,2% no primeiro trimestre na comparação com igual período do ano passado ao atingir ganhos de € 1,64 bilhão, cifra recorde para o período, informa em nota divulgada na quinta-feira, 5. As vendas globais da companhia que reúne as marcas BMW, Mini e Rolls Royce também foram recordes totalizando 557,6 mil unidades, alta de 5,9% na mesma base de comparação.

O faturamento do grupo teve pequena queda de 0,28% para € 20,85 bilhões, por um lado influenciado pelo maior volume de vendas e, por outro, devido às condições cambiais desfavoráveis em alguns mercados. O lucro antes dos impostos aumentou 4,4%, atingindo também um novo recorde para o período, de € 2,36 bilhões.

“Nosso desempenho no primeiro trimestre é mais uma prova de nossa capacidade de gerar resultados positivos apesar de um ambiente de mercado volátil”, afirma Harald Krüger, presidente do conselho de Administração da BMW. “O fator decisivo para nós não é a lucratividade no curto prazo, mas um crescimento sustentável e rentável. Nesse sentido, pretendemos desempenhar um papel pioneiro ao transformar e moldar o mundo da mobilidade individual hoje e no futuro”, acrescentou o executivo citando a estratégia global Number ONE > NEXT divulgada em março definindo o plano de lançamentos de veículos visando o futuro e focada em elétricos e autônomos (leia aqui).

A divisão automotiva gerou receitas em volume considerado estável, com leve queda de 0,4% ao atingir € 18,81 bilhões, com margem EBIT de 9,4%, mais uma vez acima da metade da meta esperada, entre 8% e 10%.

A BMW aumentou suas vendas em 6% no primeiro trimestre, com novo recorde de 478,7 mil unidades. A Mini também alcançou novo recorde para o período, com 78,3 mil veículos, alta de 5,4%, enquanto a Rolls Royce viu suas entregas globais diminuírem 29,4%, para 551 unidades, devido a diversos fatores, incluindo incertezas políticas e econômicas principalmente no Oriente Médio.

O segmento de motocicletas da BMW também registrou recorde ao vender 33,7 mil unidades, aumento de 7,7% sobre o primeiro trimestre do ano passado. A receita da divisão BMW Motorrad cresceu 2,6% ao alcançar € 582 milhões graças ao bom volume de vendas.

O braço financeiro do grupo também atingiu novo recorde no volume de novos contratos de financiamentos e leasing, atingindo 413,3 mil unidades nos três primeiros meses deste ano, incremento de 7,5%. O faturamento do segmento ficou 0,4% abaixo do apurado há um ano, para € 6,03 bilhões, embora os lucros antes dos impostos tenham aumentado 2%, com € 570 milhões, devido ao maior volume de negócios.

“Prevemos pequenos aumentos, consequentemente novos recordes no volume de vendas no segmento de automóveis e no lucro antes dos impostos do Grupo em 2016”, disse Krüger, reforçando que a companhia pretende manter em 2016o posto de líder mundial de veículos premium.



Tags: BMW, Grupo BMW, lucro, vendas, recorde, MIni, Rolls Royce.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência