Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Líderes premium perdem juntas 27,6%

Mercado | 03/06/2016 | 17h34

Líderes premium perdem juntas 27,6%

BMW foi a que sofreu o maior impacto nos primeiros cinco meses

MÁRIO CURCIO, AB

As três marcas do segmento premium com maior participação de mercado (Audi, Mercedes e BMW) perderam juntas 27,6% em vendas no acumulado até maio ante os mesmos meses de 2015. A queda mais expressiva, 30,4%, ocorreu para a BMW, que registrou nos cinco meses 4.111 unidades.

Também chama a atenção a disputa roda a roda por este mercado de luxo, já que a Mercedes-Benz teve 4.117 emplacamentos, só seis a mais que a terceira colocada. Com 4,8 mil unidades, a líder Audi não poderá bobear até o fim do ano se quiser se manter no topo. No acumulado, suas vendas recuaram 24,3% em relação aos cinco primeiros meses de 2015.

- Veja aqui as estatísticas completas da Fenabrave.

Para as três marcas, os modelos mais importantes no Brasil em volume de vendas são sedãs médios e utilitários esportivos compactos, nesta ordem. Nas três, os sedãs sofreram mais. Os emplacamentos do A3 Sedan recuaram em 26%, os do Classe C em 43,3% e os do Série 3 (320i e 328i somados) em 44,2%.

Entre os SUVs compactos, o Mercedes GLA foi o que menos acusou o golpe, com pequena retração de 5,8%. O Audi Q3 registrou queda de 21,2% e o BMW X1, de 20%.

A Land Rover, quarta colocada entre as marcas premium com 3.069 unidades vendidas, registrou queda menor, de 8%. Os bons resultados com o novo Discovery Sport ajudaram a compensar a queda acentuada de 55,7% nos emplacamentos do Range Rover Evoque.

Quinta colocada, com 1,3 mil unidades, a Volvo recuou 13,8%.



Tags: BMW, Audi, Mercedes-Benz, A3, Q3, Série 3, Classe C, GLA, X1, premium.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência