Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Mercado encontra piso de estabilização

Mercado | 06/07/2016 | 16h45

Mercado encontra piso de estabilização

Para Anfavea, indicadores apontam para um cenário melhor no fim deste ano

SUELI REIS, AB

“Parece que o mercado encontrou seu piso, seu patamar de estabilização.” É com esta constatação que o presidente da Anfavea, Antonio Megale, resume o desempenho do setor automotivo com o fechamento do primeiro semestre. Durante apresentação dos resultados de vendas, produção e exportações do setor na quarta-feira, 6, em São Paulo, o executivo reforça as previsões da entidade e afirma que o mercado está caminhando dentro das expectativas das montadoras.

“Alguns indicadores da economia, como a confiança do consumidor e também da indústria têm melhorado. Com isso, acredito que no fim deste ano teremos um começo de recuperação, o que deve acontecer de uma forma mais robusta no ano que vem”, reafirma Megale.

-Veja aqui os dados da Anfavea
-Leia também: Confira os resultados da indústria no 1º semestre


Ele analisa que as vendas de junho, considerando os efeitos sazonais, poderiam ter sido melhores. No mês foram emplacados 171,8 mil veículos, entre leves e pesados, aumento de 2,6% sobre o resultado de maio, quando foram vendidas 167,5 mil unidades. Junho foi também o segundo melhor mês do ano até agora em volume de vendas, atrás apenas de março, quando foram emplacados 179,2 mil unidades.

“O efeito sazonal com festas juninas e alguns feriados principalmente na região Nordeste e Centro Oeste atrapalha de certa forma, acontece todos os anos em junho. Além disso, tivemos desde o dia 20 a greve do Detran, o que também atingiu São Paulo e atrapalhou o andamento dos emplacamentos. Se não fosse isso, teria sido um pouco melhor.”

Embora otimista com o desempenho de junho, Megale assinalou que no acumulado as vendas foram as piores dos últimos 10 anos: no primeiro semestre, os licenciamentos ficaram pela primeira vez desde 2006 abaixo do 1 milhão de unidades ao somar 983,5 mil veículos, um recuo de 25,4% sobre igual período do ano passado.

“Também registramos que o nível de financiamentos fechou em 52%, o índice mais baixo em toda a série histórica, refletindo a dificuldade do crédito, seja por parte do agente financeiro em aprovar ou do consumidor que não quer contrair dívidas neste momento”, analisa Megale.

De acordo com as projeções, a Anfavea espera encerrar o ano com volume pouco acima dos 2 milhões de emplacamentos em 2016, entre leves e pesados. Se confirmado, representará uma queda de 19% sobre as 2,56 milhões de unidades licenciadas no ano anterior (leia aqui).

Confira, em vídeo, o balanço dos resultados da indústria automotiva no primeiro semestre de 2016:



Tags: Mercado, Anfavea, estabilização, vendas, economia, confiança, Antonio Megale.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência