Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Lexus quer crescer mais de 70% em 2016
Revenda Lexus na R. Colômbia, na cidade de São Paulo (foto: Mário Curcio)

Mercado | 07/07/2016 | 12h49

Lexus quer crescer mais de 70% em 2016

Em cerca de um ano, marca premium abriu oito pontos de venda no País

MÁRIO CURCIO, AB

Com oito pontos de venda abertos em cerca de um ano dentro da rede Toyota e também com a chegada do RX 350 (veja aqui), a Lexus espera vender até o fim do ano cerca de 700 carros, o que resultaria em alta superior a 70% em relação a 2015. “Podemos crescer até mais que isso por causa da retomada da produção japonesa, prejudicada por um terremoto no primeiro semestre”, afirma o vice-presidente da Lexus Brasil, Miguel Fonseca.

As vendas estarão apoiadas no próprio RX 350, em outro SUV menor, o NX 200t, e também no CT 200: “Adotamos uma estratégia baseada em utilitários esportivos e no modelo híbrido”, diz o executivo.

Os volumes ainda são pequenos se comparados não só com Audi, BMW e Mercedes, mas também com a Volvo, que no acumulado até junho deste ano registra mais de 1,6 mil carros emplacados, mas a direção da empresa japonesa diz não ter pressa: “Não aspiramos superar outras marcas. Até mesmo na Europa nossa intenção sempre foi crescer de maneira sustentável”, diz Fonseca.

Sobre o fato de não haver mais concessionárias exclusivas para a marca premium além daquela instalada num bairro nobre da cidade de São Paulo, o executivo recorda: “A Volkswagen também utilizou sua rede europeia para expandir a Audi.”

CONCESSIONÁRIA PAULISTANA

Com cerca de 100 carros entregues no primeiro semestre, a revenda Lexus da Rua Colômbia pertence ao Grupo Tsusho como aquela que havia na Av. das Nações Unidas (veja aqui). Embora não haja oficina, a unidade tem uma recepção de pós-venda onde o cliente pode aguardar enquanto o carro passa pelos serviços em uma concessionária Toyota de São Caetano do Sul.

Ele tem também a opção de utilizar um carro-reserva Lexus diferente do seu e experimentar um utilitário esportivo enquanto faz a revisão de sedã. A loja tem também uma seção de seminovos no subsolo. “A cada dois novos vendemos um usado”, afirma o gerente-geral da concessionária, Mariano Ricoy.


Concessionária Lexus da R. Colômbia não tem oficina própria, mas há um setor de usados no subsolo.



Tags: Lexus, Miguel Fonseca, RX 350, NX 200t, CT 200, híbrido.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência