Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Legislação | 21/07/2016 | 18h20

Governo sobretaxa tubos de aço e magnésio da China

Medida antidumping é válida por 5 anos para os itens importados

REDAÇÃO AB

O governo, por meio da Camex, Câmara de Comércio Exterior, vinculada ao MDIC, Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, publicou duas medidas antidumping que sobretaxam as importações de tubos de aço carbono e magnésio vindos da China. Caracteriza-se dumping uma prática desleal de comércio, quando uma empresa exporta seu produto a preços mais baixos do que os praticados em seu país de origem.

A Resolução Camex nº 65, divulgada na edição do Diário Oficial da União de quinta-feira, 21, aplica direito antidumping por um prazo de até cinco anos para os tubos de aço carbono não ligado com a seguinte descrição técnica: sem costura, de seção circular, com diâmetro externo não superior a 374 mm. Estes são utilizados em diversos setores da indústria, para condução e armazenamento de fluidos, caldeiraria, fabricação mecânica de peças e no segmento automotivo, além de usinas de açúcar e álcool, setor de mineração, construção civil, máquinas agrícolas, automotivo, entre outros.

Já a Resolução Camex nº 66 aplica a sobretaxa ao magnésio em pó na composição mínima de 90% de magnésio e 10% máximo de cal originárias da China. O magnésio em pó é utilizado principalmente na indústria siderúrgica, no processo de dessulfuração do ferro gusa para fabricação do aço. Além disso, é insumo para produção de produtos químicos, tais como fogos de artifício, munições e eletrodos de solda.



Tags: Camex, MDIC, antidumping, imposto de importação, tubo de aço carbono, magnésio.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência