Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Tecnologia | 22/07/2016 | 20h07

Honda firma parceria para pesquisa em inteligência artificial

Com a SoftBank, montadora desenvolverá sistema que interage com motorista

REDAÇÃO AB

A Honda R&D (Research e Development) - subsidiária do grupo Honda responsável por pesquisa e desenvolvimento - e a SoftBank, empresa de telecomunicações, anunciam um acordo de cooperação para a criação de um sistema baseado em inteligência artificial (AI) a fim de permitir que o veículo se comunique com o seu condutor, lendo suas emoções durante as viagens, podendo inclusive sugerir possíveis rotas e outros tipos de assistência.

As empresas pesquisarão formas de viabilizar o diálogo entre o veículo e o motorista a partir da fala do motorista e de informações obtidas por sensores e câmeras instaladas nos automóveis. Uma das possibilidades é que o sistema poderá recomendar visitas regulares à oficina com base nos dados captados sobre distâncias percorridas, perfil de condução e frenagem ou ainda alertar ao motorista que esqueceu as chaves no veículo.

A pesquisa será conduzida a partir de setembro no novo laboratório da Honda R&D Innovation Lab em Akasaka, em Tóquio, no Japão (leia aqui).

O projeto procura aplicar nos veículos o denominado motor de emoções, projetado por uma subsidiária da SoftBank, equivalente a um conjunto de tecnologias de inteligência artificial que tornará possível às máquinas gerarem suas próprias emoções. Além disso, à medida que o sistema vai conhecendo os hábitos do seu motorista, ele permite que os produtos disponíveis se desenvolvam, elevando o grau da relação entre o homem e a máquina.



Tags: Honda, inteligência artificial, Honda R&D, SoftBank.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência