NOTÍCIAS
17/08/2016 | 17h50

Tecnologia

Ford confirma produção de carro autônomo em 2021

Montadora investe em startups para acelerar pesquisa e produção em massa


REDAÇÃO AB

A Ford anuncia que produzirá seu primeiro carro autônomo a partir de 2021 e em larga escala visando serviços comerciais de compartilhamento. O anúncio foi feito na quarta-feira, 17, pelo presidente global da montadora, Mark Fields, em Palo Alto, no Vale do Silício, Estados Unidos, onde está concentrada a equipe da montadora responsável por pesquisa e desenvolvimento de veículos autônomos.

“A Ford produzirá veículos completamente autônomos em massa em 5 anos. E isso significa: não haverá volante, não haverá pedais de aceleração e freio. Um motorista não será necessário”, declarou Fields no vídeo de anúncio feito no Vale do Silício (assista abaixo).

O primeiro carro totalmente autônomo da Ford será um modelo classificado como nível SAE 4: sem direção e pedais de acelerador e freio. Ele está sendo projetado especialmente para serviços comerciais de mobilidade, como compartilhamento e carona, com produção em escala.

“A Ford vem desenvolvendo e testando veículos autônomos há mais de 10 anos. A nossa capacidade de combinar o software e a tecnologia de sensores com a engenharia sofisticada necessária para a fabricação de veículos de alta qualidade nos dá uma vantagem estratégica. Isso é o que é preciso para tornar os veículos autônomos uma realidade para milhões de pessoas em todo o mundo”, disse o vice-presidente de desenvolvimento do produto global da Ford, Raj Nair.

Já neste ano, a Ford vai triplicar a sua frota de veículos autônomos de teste para cerca de 30 unidades do Fusion Hybrid autônomos, modelo que já roda em estradas da Califórnia, Arizona e Michigan, com o plano de triplicar novamente a frota em 2017.

Para acelerar o desenvolvimento e cumprir seu prazo de lançamento do veículo autônomo em 2021, a Ford anuncia que está investindo em quatro startups para expandir sua pesquisa focados em algoritmos avançados, mapeamento 3D, LiDAR e sensores de radar e câmera. Além disso, a montadora disse que vai duplicar sua equipe em Palo Alto até o fim de 2017, com dois novos edifícios, adicionando cerca de 14 mil metros quadrados às áreas de trabalho e laboratórios, ao lado do atual Centro de Pesquisa e Inovação. Desde que foi inaugurado, em janeiro de 2015, o Centro de Pesquisa e Inovação da Ford em Palo Alto cresceu e hoje é um dos maiores da área automotiva na região. Ele conta com mais de 130 pesquisadores, engenheiros e cientistas.

“A nossa presença no Vale do Silício é essencial para acelerar o nosso aprendizado e os resultados do Ford Smart Mobility”, diz o vice-presidente de pesquisa e engenharia avançada da Ford, Ken Washington. “O objetivo era nos tornarmos membro da comunidade. Hoje, estamos trabalhando ativamente com mais de 40 startups e desenvolvemos uma forte colaboração com muitas incubadoras, acelerando o desenvolvimento de tecnologias e serviços”, reforça.

Entre os investimentos anunciados nas startups, está o da Velodyne, especialista em detecção de luz e sensores de perímetro (LiDAR), baseada no Vale do Silício, com o objetivo de acelerar a produção em massa de um sensor LiDAR automotivo mais acessível. A montadora tem um longo relacionamento com a empresa e foi uma das primeiras a usar o LiDAR tanto para mapeamento de alta resolução como para direção autônoma, há mais de 10 anos. A Ford também investiu na Civil Maps, empresa da Califórnia, para ampliar sua capacidade de mapeamento 3D de alta resolução, que desenvolveu uma técnica de mapeamento 3D considerada pela montadora mais eficiente que os processos existentes.

Já a SAIPS, empresa de visão computacional e aprendizagem de máquina baseada em Israel, foi adquirida pela Ford para reforçar a sua experiência em inteligência artificial. A SAIPS desenvolveu soluções algorítmicas de processamento de imagem e vídeo, aprendizagem profunda, processamento e classificação de sinal, o que vai ajudar os veículos autônomos a aprender e se adaptar às condições do ambiente.

Por fim, a companhia tem um acordo de licenciamento exclusivo com a Nirenberg Neuroscience, empresa de visão de máquinas fundada pela neurocientista Sheila Nirenberg, que desvendou o código neural usado pelo olho para transmitir informação visual ao cérebro. Isso levou a uma plataforma poderosa de visão de máquina para navegação, reconhecimento facial e de objetos e outras funções, com muitas potenciais aplicações. Ela já está sendo aplicada, por exemplo, em um dispositivo para restaurar a visão de pessoas com doenças degenerativas na retina. A parceria com a Nirenberg Neuroscience vai ajudar a trazer inteligência similar à humana para os módulos de aprendizado do sistema de direção virtual dos veículos autônomos da marca.

“Nossa visão é de que os veículos autônomos terão grande impacto na sociedade quanto o impacto que a fabricação de veículos em massa da Ford teve há mais de 100 anos. Portanto, quando paramos para analisar como podemos fazer uma grande diferença na vida das pessoas durante os próximos 100 anos, nós enxergamos os veículos autônomos mudando a maneira como o mundo se move, mais uma vez”, concluiu Fields.


Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 24/05/2017
Nas grandes cidades adere-se rápido a novas tecnologias

Esta coluna é apoiada por:

Advertisement
DE CARRO POR AÍ | 26/05/2017
Audi mostra no Brasil R8, RS6 Avant e RS7 Sportback
AUTOINFORME | 16/05/2017
Venda diária volta a recuar para baixo de 8 mil
QUALIDADE | 15/05/2017
Iniciativa tem potencial para melhorar a qualidade de vida da população
INOVAÇÃO | 24/04/2017
Ter empatia com consumidor é essencial para o sucesso
Negócios | 08/03/2017
Tecnologia faz parte da receita para sair da crise
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
DISTRIBUIÇÃO | 09/08/2016
Crise pode reduzir negócios no pós-venda ou ser oportunidade para manter clientes mais próximos
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes