Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Demissões na Keiper podem subir para 900

Trabalho | 09/09/2016 | 16h51

Demissões na Keiper podem subir para 900

Empresa que fornecia peças à Volkswagen já dispensou 724 trabalhadores

MÁRIO CURCIO, AB

As demissões na Keiper podem alcançar o total de 900 funcionários até o fim do mês. A empresa pertence ao Grupo Prevent e fornecia estruturas para bancos para a Volkswagen a partir de fábricas em Mauá, Araçariguama, Ribeirão Pires e São Paulo. As unidades estão praticamente paradas e 724 trabalhadores já foram dispensados.

Segundo a empresa, 85% de seu faturamento depende do fornecimento à Volkswagen e essas fábricas teriam sido erguidas para atender à montadora. A companhia informa que passou a ter problemas com a VW quando decidiu negociar reajustes em preços defasados em mais de 20% por longo período.

A Keiper alega que, na Alemanha, onde o Grupo Prevent também é fornecedor da Volkswagen, houve processo parecido e a montadora terá de pagar multa de US$ 14,7 milhões à fabricante de autopeças e ampliar os prazos de contrato de fornecimento para compensar os prejuízos causados por retaliação semelhante.

“Fizemos tudo o que estava ao nosso alcance para chegar a um entendimento e, quando já tínhamos definido os termos de um acordo, repentinamente e sem que pudéssemos entender os motivos, os executivos da Volkswagen com quem estávamos negociando voltaram atrás e declaram a negociação encerrada”, explica Marino Mantovani, presidente do grupo Keiper no Brasil. Ainda segundo a Keiper, a Volkswagen está retendo o pagamento de mais de R$ 6 milhões devidos.

Em resposta, a montadora informou: “Rescindir os contratos e recorrer à Justiça para reaver ferramentais de sua propriedade foi a última alternativa da Volkswagen, após o descumprimento de 11 acordos comerciais estabelecidos com o Grupo Prevent desde março de 2015, quando tiveram início as interrupções de fornecimento que geraram a perda de produção de cerca 150 mil veículos em mais de 160 dias de paralisação nas fábricas da empresa.”

Segundo a VW, o processo de recuperação dos ferramentais continua e a montadora trabalha para restabelecer o ritmo de produção. Há rumores de que a VW se prepara para montar as estruturas dos bancos dentro da unidade Anchieta, em São Bernardo do Campo.

A falha no fornecimento de componentes levou a Volkswagen a dar férias coletivas em suas três fábricas de automóveis no Brasil (São Bernardo do Campo e Taubaté, em SP, e São José dos Pinhais, PR). Por tabela, a unidade de motores em São Carlos (SP) também parou. A interrupção teve impacto relevante em agosto na produção nacional de automóveis (veja aqui) e também nas exportações (leia aqui).



Tags: VW, Volkswagen, Keiper, Grupo Prevent, estruturas para bancos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência