Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Honda completa 45 anos de história no Brasil
Fábrica de automóveis em Sumaré (SP) foi inaugurada em 1997

Negócios | 15/09/2016 | 19h50

Honda completa 45 anos de história no Brasil

Mais de 24 milhões de produtos foram fabricados pela companhia no País
REDAÇÃO AB

Em outubro a Honda completa 45 anos de história no Brasil. A companhia iniciou operação no País em 1971 com a importação de motocicletas. Apenas dois anos mais tarde o negócio passou a incluir também produtos de força. A evolução da presença nacional foi moldada também pela legislação que, ao restringir importações, estimulou a abertura da fábrica de veículos duas rodas da marca na Zona Franca de Manaus (AM), em 1976.

Apenas em 1992 chegaram ao Brasil os primeiros automóveis da marca, com a oferta local do Civic fabricado no Japão e uma série de outros modelos, como o Accord e o esportivo Prelude. Com o aumento da demanda local, em 1997 a empresa inaugura sua primeira fábrica de automóveis no País, em Sumaré (SP).

O crescimento consistente da presença nacional da Honda estimulou a companhia a investir em nova unidade, em Itirapina (SP), que começou a ser construída em 2013 e foi concluída nos últimos meses. A empresa decidiu, no entanto, não iniciar a operação na unidade até que as condições do mercado brasileiro de automóveis melhorem.

Assim, a Honda chega aos 45 anos no Brasil com 24 milhões de produtos fabricados localmente, 10 mil colaboradores na operação local e 1,5 mil pontos de venda. A estrutura soma duas fábricas em operação - a de automóveis e a de motocicletas - além da planta de Itirapina, ainda sem previsão para abrir as portas.

Tags: Honda, 45 anos, Brasil, fábrica, importação.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência