Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Segurança | 19/09/2016 | 17h17

Toyota anuncia recall de Prius por falha em airbag

Bolsa pode se romper involuntariamente em três unidades do modelo

REDAÇÃO AB

A Toyota anuncia um recall que envolve três unidades do modelo Prius, que podem apresentar falha no airbag. No comunicado divulgado na segunda-feira, 19, a montadora informa que os veículos foram produzidos entre 20 e 22 de janeiro deste ano com os últimos oito dígitos de chassis G3506590, G3506849 e G3506974.

Foi constatada a possibilidade de rompimento de uma membrana que sela a câmara de combustão do deflagrador do airbag. Devido à pressão do gás comprimido dentro da câmara, poderá ocasionar o escape do gás, sem que tenha havido um comando de deflagração do airbag. Neste caso, haverá a deflagração indevida e parcial do airbag dianteiro do lado do passageiro. Caso isto ocorra, há risco de perda do controle do veículo e possível colisão, com danos materiais e lesões físicas aos ocupantes do veículo e terceiros.

Para corrigir o problema, a Toyota substituirá o deflagrador do airbag dianteiro do passageiro cujo tempo do reparo é estimado em 3 horas. O atendimento só será feito a partir do dia 17 de outubro e os proprietários deverão entrar em contato com a rede de concessionárias para agendamento prévio pelo. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800 703 02 06.

O defeito relatado pela empresa não tem relação com o problema apresentado pelos airbags da Takata, que geraram um dos maiores recalls da história do setor automotivo, com a convocação de milhões de unidades em todo o mundo, inclusive no Brasil.



Tags: Recall, Toyota, Prius, airbag, defeito.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência