NOTÍCIAS
20/09/2016 | 19h25

Lançamentos

Fusion 2017 está mais econômico e completo

Novo Ford agora quer brigar com sedãs médios, grandes e premium


MÁRIO CURCIO, AB | De Mata de São João (BA)

Motor EcoBoost saltou de 234 para 248 cv
Com mudanças na oferta de motores, nos itens de tecnologia e no desenho externo, o Ford Fusion 2017 chega às concessionárias a partir de 1º de outubro. O sedã continua vindo do México, onde é montado na fábrica de Hermosillo. A versão de entrada, 2.5 flex, ficou 7% mais econômica e adotou sistema de partida a frio sem tanquinho auxiliar de gasolina. Tem potência máxima de 175 cavalos e preço inicial de R$ 121,5 mil.

Já o motor 2.0 EcoBoost recebeu novo turbo, teve a taxa de compressão elevada e passou de 234 para 248 cv. Também está 7% mais econômico. Esse propulsor agora é disponível desde a versão SEL e tem preço inicial de R$ 125,5 mil. Mais completas são as opções Titanium FWD (com tração dianteira) e Titanium AWD (com tração integral), por preços sugeridos de R$ 138 mil e R$ 154,5 mil. “Até o momento, cerca de 60% das vendas eram da versão topo de linha. Esperamos mudar isso com o novo EcoBoost SEL”, afirma o gerente de marketing de produto Fernando Pfeiffer. Nos próximos dias a montadora dará detalhes sobre o Fusion híbrido 2017.

A Ford prefere não cravar como será o novo mix de vendas nem informa a previsão de volume, mas um passeio pelos números mostra que de janeiro a agosto o Fusion teve menos de 2,4 mil unidades emplacadas e com isso registrou recuo de 53,5% ante o mesmo período do ano passado: “A queda ocorreu em parte pelo aguardo da mudança do ano-modelo”, afirma o gerente-geral de marketing, Maurício Greco.

Com a linha 2017 a montadora espera concorrer com as versões mais completas de sedãs médios como Honda Civic e VW Jetta e com modelos de porte semelhante ao seu como Honda Accord, Hyundai Azera, Toyota Camry e VW Passat. Também tentará ganhar, na base da potência, do espaço e da tecnologia, consumidores de Audi A4, BMW Série 3 e Mercedes-Benz Classe C.

Para isso, sua versão topo de linha Titanium AWD traz, além dos 248 cv, tração integral inteligente, piloto automático adaptativo com start-stop, alerta de colisão com sistema autônomo de frenagem (apto a reduzir a velocidade ou mesmo parar o carro), assistente autônomo de detecção de pedestres, sistema de estacionamento automático, monitoramento de pontos cegos, alerta de tráfego cruzado, sistema de permanência na faixa, banco do motorista e do passageiro com ajustes elétricos, aquecimento e refrigeração, entre outros itens.

Ford
Na nova traseira, uma barra cromada une as duas lanternas. Iluminação ambiente (na foto, abaixo do painel) agora permite ajuste de intensidade. Banco traseiro tem descansa-braço com porta-copos e cintos de segurança infláveis.

Desde a versão de entrada, SE flex, o Fusion 2017 tem rodas de 18 polegadas, sistema de partida sem chave, nova central multimídia Sync 3, controle ativo da grade frontal (que se fecha para melhorar a aerodinâmica), monitoramento da pressão dos pneus, AppLink, conectividade com Car Play e Android Auto.

Por fora a Ford alterou de maneira bem sutil os principais elementos dianteiros. A grade foi alongada e os faróis principais ganharam perfil mais afilado. No SE e SEL eles utilizam lâmpadas halógenas e no Titanium, LEDs. Na traseira há agora uma barra cromada unindo as duas lanternas.

Todo Fusion vem com câmbio automático. Na linha 2017, no lugar da alavanca tradicional há um botão giratório chamado pela Ford de E-Shifter. As aletas para trocas de marcha (seis ao todo) atrás do volante estão em todas as versões a partir da SEL EcoBoost.

O Fusion tem três anos de garantia. O custo total das três primeiras revisões é de R$ 1.636. É possível optar por um ou dois anos de garantia adicional com preços entre R$ 3.557 e R$ 4.233. A Ford está oferecendo taxa zero para pagamentos com entrada de 60% e saldo restante em 12 vezes.

Além do México, o Fusion é montado em outras quatro fábricas: Flat Rock, nos Estados Unidos; Valência, na Espanha; São Petersburgo, na Rússia; e Chongqing, na China. Segundo a Ford, ele é vendido em mais de 160 mercados.

Assista ao vídeo do Ford Fusion 2017:


Comentários: 1
 

Edinei Meneses
22/09/2016 | 15h09
chega a ser ridículo pagar mais de 100 mil em um carro que vale 40 mil, pois temos a sétima maior economia , aonde países com economias abaixo do brasil vende esse carro bem mais barato . se fossemos um país sério , metade da população teria condições para comprar um veiculo como este.

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:


QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 13/12/2017
Requisitos de segurança têm de se adequar à realidade local de mercado

Esta coluna é apoiada por:

Advertisement Advertisement Advertisement Advertisement Advertisement
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
INOVAÇÃO | 25/10/2017
Indústria precisa questionar qual será o seu papel no futuro
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
DE CARRO POR AÍ | 15/12/2017
Governo oferece incentivo para instalação de fábrica em Itumbiara
QUALIDADE | 01/12/2017
Envolver e motivar colaboradores é essencial para gerar bons resultados
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes
Novas palavras, expressões e siglas podem levantar dúvidas sobre o futuro
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
AUTOINFORME | 15/12/2017
Coreia constrói ambiente urbano planejado e inteligente
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018