Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 06/10/2016 | 19h25

Máquinas mantêm tendência de alta

Setembro teve crescimento de 6,1% puxado por tratores e colheitadeiras

MÁRIO CURCIO, AB

O setor de máquinas agrícolas e rodoviárias continua apontado para cima e em setembro registrou 4,8 mil unidades vendidas, alta de 6,1% sobre agosto e de 22,2% sobre setembro do ano passado. As vendas crescem mês a mês desde janeiro. A sequência foi interrompida por julho, mas retomada em agosto e confirmada em setembro. Os números foram divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

-Veja aqui os dados da Anfavea
-Leia também: Confira os resultados da indústria até setembro


No acumulado do ano, porém, ainda ocorre queda acentuada, de 17,4%. Tratores de rodas (+9,6%) e colheitadeiras (+9,2%) motivaram a alta de setembro. “O momento do setor é interessante, apesar da quebra de safra. Nossa preocupação é que recursos de programas como o Moderfrota estão se exaurindo. Temos conversado com o governo para que não haja descontinuidade”, afirma o presidente da Anfavea, Antonio Megale.

O executivo recorda que o momento ainda é ruim para as máquinas de construção “por causa da queda nos investimentos em obras de infraestrutura”. A venda de retroescavadeiras em todo o ano somou 1.036 unidades (44,2% a menos que em iguais meses de 2015) e a de tratores de esteiras, somente 221 unidades (recuo de 31,4%).

As exportações totais do setor vêm reagindo. Em setembro somaram 976 unidades, com alta de 6,9% sobre agosto e de 13,1% em relação a setembro do ano passado. No acumulado do ano foram pouco mais de 7 mil unidades, com recuo de 8,6% ante os mesmos meses de 2015: “Em valores, porém, essa queda é de apenas 3,2%, indicando tendência de volta aos números de 2015”, diz Megale.

A produção de máquinas em setembro registrou 5.080 unidades, volume 13,6% menor que o de agosto. “O desacordo entre produção e venda ocorre por uma questão sazonal”, diz Megale. No acumulado do ano o País fabricou 35,7 mil máquinas, 21,7% a menos que nos mesmos nove meses de 2015. A Anfavea projeta 46,2 mil máquinas fabricadas até o fim do ano e queda de 16,4% ante 2015.



Tags: Máquinas agrícolas, tratores, colheitadeiras, retroescavadeiras, obras de infraestrutura, Antonio Megale, Moderfrota, exportação, produção.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência