Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 28/10/2016 | 18h46

Lucro do Grupo Volkswagen cresce 48% no ano

Ganhos chegam a € 5,91 bi até setembro; custo com dieselgate soma € 2,6 bi

REDAÇÃO AB

O lucro do Grupo Volkswagen atingiu € 5,91 bilhões no acumulado entre janeiro e setembro, o que representa aumento de 48% sobre o resultado de € 3,99 bilhões reportados em mesmo período do ano passado, informa em comunicado. O resultado se refere ao lucro após o desconto de impostos. O faturamento fechou em € 159,9 bilhões, com leve queda de 0,2% sobre a receita de € 160,2 bilhões de um ano antes. O grupo que reúne seis marcas de automóveis, incluindo Audi e Porsche, vendeu pouco mais de 7,6 milhões de unidades no período, alta de 2,4% na comparação anual, com uma produção alinhada à demanda global de 7,64 milhões de veículos, aumento de 2,8%.

“Apesar dos grandes desafios e o impacto negativo com a questão do diesel [dieselgate], o grupo Volkswagen permaneceu numa base financeira sólida”, afirmou em nota o CFO global da companhia, Frank Witter.

No relatório, o grupo revela que gastou neste ano o equivalente a € 2,62 bilhões em itens especiais, designação para fatores não recorrentes ou exclusivos no balanço financeiro, o que interfere diretamente no lucro. A maior parte deste custo se refere ao dieselgate: há um ano, quando a Volkswagen divulgava seu balanço até setembro de 2015, o escândalo da fraude de emissões já havia deflagrado, ocasião em que a montadora reservou € 6,85 bilhões iniciais para despesas relacionadas com a questão. Apesar disso, a liquidez da divisão automotiva chegou a € 31,1 bilhões em setembro comparada com os € 24,5 bilhões apurados no fim de 2015.

Entre as marcas, destacam-se a Volkswagen, que vendeu 3,2 milhões de automóveis durante os nove meses do ano em todo o mundo, representando queda de 3% sobre o volume de mesmo período do ano passado. A montadora divulgou o valor do lucro operacional sem o desconto de itens especiais, que foi de € 1,2 bilhão contra os € 2,2 bilhões de um ano antes, resultado atribuído primeiramente ao menor volume de vendas, mas também pelo efeito do mix de produtos, taxa de câmbio e com custos de marketing mais elevados dedicados a reverter a imagem de desconfiança da empresa com o dieselgate. Por outro lado, a redução de custos teve um efeito positivo.

A Audi teve aumento de 0,7% das vendas no comparativo anual, para 1,2 milhão de veículos. Segundo o relatório, no lucro operacional (sem o desconto de itens especiais) houve retração de 2,5%, para € 3,9 bilhões. A empresa destaca que a taxa de câmbio, bem como a expansão dos modelos e implementação de tecnologias na produção internacional teve um impacto negativo sobre os lucros.

Por sua vez, a Porsche elevou suas vendas em 5% no ano, para um total de 177 mil veículos em todo o mundo. O lucro operacional subiu 12,2%, para € 2,9 bilhões. Aqui, o aumento das vendas foi o principal atributo para o resultado, ao mesmo tempo em que compensou efeitos de taxa de câmbio.

A divisão de veículos comerciais registrou a venda de 342 mil unidades até setembro. A receita aumentou 6,7%, para € 8 bilhões, e o lucro operacional passou de € 79 milhões para € 392 milhões, como resultado de maiores volumes de vendas e efeitos de mix de produtos, além da política de aumento de preço dos produtos. Os resultados incluem as marcas de caminhões e ônibus Volkswagen, Scania e MAN.

Por fim, a divisão financeira reportou lucro operacional 11% maior que o do ano anterior, considerando os nove meses. O volume de financiamentos, contratos de leasing e serviços de seguro aumentou 14,6%, para 4,9 milhões. O número total de contratos foi de 15,8 milhões até o fim de setembro deste ano, superando em 7,8% o volume do ano anterior.



Tags: Grupo Volkswagen, lucro, dieselgate, faturamento, receita, balanço, Audi, Porsche.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência