Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Tecnologia | 22/11/2016 | 19h00

Seguradoras britânicas pedem legislação para carros autônomos

Objetivo é acessar dados de condução para identificar responsáveis por acidentes

REDAÇÃO AB

As empresas britânicas da área de seguros, representadas pela ABI, uniram esforços para pleitear o desenvolvimento de uma legislação para carros autônomos. O plano é propor diretrizes que permitam identificar o culpado em caso de acidente, esclarecendo se o erro foi do motorista ou do sistema do veículo. A entidade recomenda que os dados sejam padronizados e, claro, abertos para investigação.

“Gostaríamos de ver fabricantes de automóveis e legisladores trabalhando em conjunto com a indústria de seguros para desenvolver um quadro que permita identificar responsáveis e entender o que aconteceu”, defende Peter Shaw, diretor da Thatcham Reasearch, empresa de pesquisa que trabalha com a ABI na proposta.

As organizações destacam que a legislação para carros autônomos precisa evoluir mais rápido para acompanhar o avanço da tecnologia. A proposta é coletar dados do período que vai dos 30 segundos que antecedem um acidente aos 15 segundos depois dele. São relevantes as informações do GPS, indicação se o veículo estava ou não em modo autônomo e qualquer outra ação do motorista, como um toque na direção, no pedal do freio e o uso ou não do cinto de segurança no momento da colisão.

Segundo a ABI, as informações coletadas nos acidentes são essenciais para apontar os responsáveis, informar as autoridades e serviços de emergência, garantir a operação das seguradoras, além de ajudar fabricantes de veículos a melhorar seus produtos.



Tags: carro autônomo, tecnologia, seguradora, legislação.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência