Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
GM e Honda investirão US$ 85 milhões para produzir célula de combustível
Vice-presidente da GM, Steve Girsky (esq.) e vice-presidente executivo da Honda, Tetsuo Iwamura

Negócios | 30/01/2017 | 18h13

GM e Honda investirão US$ 85 milhões para produzir célula de combustível

Joint venture que fará baterias a hidrogênio vai operar a partir de 2020

REDAÇÃO AB

A General Motors e a Honda anunciaram na segunda-feira, 30, a criação da primeira joint venture entre montadoras para a produção de célula de combustível a hidrogênio que serão utilizadas em futuros veículos de ambas as marcas. As empresas estão investindo o total de US$ 85 milhões na empresa denominada Fuel Cell System Manufacturing LLC, cuja fábrica será situada dentro do complexo industrial da GM em Brownstown, no Michigan (Estados Unidos) e com início da produção previsto para 2020. A nova unidade deve gerar cerca de cem novos postos de trabalho.

A joint venture será operada por um conselho de administração composto por três executivos de cada empresa que incluirá um presidente em sistema rotativo.

O anúncio faz parte de um acordo firmado inicialmente em 2013 que estabeleceu o co-desenvolvimento para um sistema de célula de combustível com tecnologias de armazenamento de hidrogênio. Desde então, as montadoras integraram suas equipes de engenharia para compartilharem o projeto.

“Nos últimos três anos, engenheiros da Honda e da GM têm trabalhado como uma equipe, com cada empresa fornecendo know-how a partir de sua experiência única para criar a próxima geração de um sistema de células de combustível compacto e de baixo custo”, disse, diretor de operações e presidente da Honda para a América do Norte, Toshiaki Mikoshiba. “Este trabalho em equipe agora nos levará ao estágio de produção conjunta em massa de um sistema de células de combustível que ajudará cada empresa a criar novo valor para os nossos clientes a partir de seus veículos no futuro”.

De acordo com o Clean Energy Patent Growth Index, a Honda lidera com o primeiro lugar no ranking em tecnologia de células de combustível: junto com a GM, terceira da lista, há mais de 2,2 mil patentes arquivadas entre 2002 e 2015.

“A implantação desta tecnologia nos veículos de passageiros criará opções de transporte mais diferenciadas e ambientalmente amigáveis para os consumidores”, disse o vice-presidente executivo de desenvolvimento global de produtos, compras e cadeia de fornecedores da GM, Mark Reuss.

Atualmente, o projeto está em fase de redução de custo de desenvolvimento e produção a partir de economias de escala e fornecedores comuns. As empresas também estão em contato com governos e outras instituições para avançar na questão da infraestrutura de abastecimento. Em termos de produto, a Honda lançou em dezembro o modelo Clarity Fuel Cell, movido a célula de combustível. O carro foi apresentado no segundo trimestre de 2016 no Japão.



Tags: General Motors, Honda, célula de combustível, hidrogênio, joint venture.

Comentários

  • Gustavo Woltmann

    Espero que essas novas tecnologias ajudem a diminuir o preço do combustível, que ainda é bem caro.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência