Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 07/03/2017 | 17h14

Máquinas crescem 50% no primeiro bimestre

Setor vive bom momento do agronegócio, mas com baixo volume

MÁRIO CURCIO, AB

A venda de máquinas agrícolas e rodoviárias neste primeiro bimestre somou 6 mil unidades e registrou alta de 49,9% sobre o mesmo período de 2016. A alta decorre do bom momento do agronegócio no Brasil.

A maioria desses equipamentos é dos tratores de rodas, 4,9 mil unidades, que cresceram 64%. “Foi uma alta importante, mas sobre uma base pequena”, afirma Ana Helena de Andrade, vice-presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), referindo-se ao fraco desempenho de 2016.

A executiva recorda que os números dos dois primeiros meses de 2017 são parecidos com os registrados em igual período de 2008.

- Veja aqui os dados do 1º bimestre
- Veja aqui outros dados da Anfavea
- Veja aqui outras estatísticas em AB Inteligência

“Estamos crescendo desde a metade de 2016. Para continuarmos nesse ‘círculo virtuoso’ é importante que não haja interrupção nas linhas de financiamento”, lembra Ana Helena. Em anos recentes, mudanças de regra em linhas de crédito oferecidas pelo governo causaram oscilações de mercado.

CONSTRUÇÃO

Ainda é muito ruim o desempenho das máquinas de construção, sobretudo por causa da interrupção dos investimentos pelo governo em obras de infraestrutura. O primeiro bimestre teve somente 22 tratores de esteiras (-15,4%) e 89 retroescavadeiras (-47,6%) repassados das fábricas às concessionárias.

EXPORTAÇÕES

Os embarques de máquinas agrícolas e rodoviárias somaram nos dois primeiros meses 1,2 mil unidades e anotaram alta de 27%. Parte desse bom desempenho é atribuída à Argentina: “Assim como o Brasil, ela também teve uma boa safra”, diz o presidente da Anfavea, Antonio Megale.

A entidade recorda, porém, que o Brasil ainda está bem longe de seu potencial. No primeiro bimestre de 2008 foram exportadas 4,2 mil unidades, 250% a mais do que em 2017.

Como consequência do bom desempenho dos mercados interno e externo, a produção local de máquinas somou 7,6 mil unidades e registrou alta de 62,9%. Até mesmo as retroescavadeiras anotaram crescimento (de 41,7%).



Tags: Máquinas agrícolas, máquinas de construção, tratores, retroescavadeiras, Anfavea, Ana Helena de Andrade, Antonio Megale.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência