Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Exportações batem recorde no 1º bimestre

Indústria | 07/03/2017 | 17h47

Exportações batem recorde no 1º bimestre

Embarques somam 104,2 mil no período; fevereiro também foi o melhor da história

SUELI REIS, AB

Com mais de 104,2 mil veículos embarcados para outros mercados, as exportações bateram recorde no primeiro bimestre de 2017 ao mesmo tempo em que houve aumento de 73% sobre o volume registrado nos dois primeiros meses do ano passado, quando os embarques somaram 60,1 mil unidades. De acordo com dados da Anfavea divulgados na terça-feira, 7, o mês passado foi também o melhor fevereiro da história da indústria: com 66,2 mil veículos exportados, houve aumento de 74,7% sobre janeiro deste ano e também alta de 82,2% com relação ao mesmo mês de 2016.

- Veja aqui os dados do 1º bimestre
- Veja aqui outros dados da Anfavea
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência

“Foi um fevereiro forte, um mês realmente muito bom e um acumulado também expressivo. Isso reflete o esforço das empresas que estão buscando mais mercados uma vez que o mercado interno está fraco, mas não compensa a ociosidade que está acima de 50%”, afirma o presidente da Anfavea, Antonio Megale.

Segundo Megale, a ampliação de acordos bilaterais impulsionou o resultado neste início de ano. Entre os destaques, o Uruguai, com quem o Brasil firmou um acordo de livre comércio em 2016 após cumprir um período de exportações com cota de 11 mil unidades/ano. Os números da Anfavea apontam que neste primeiro bimestre as exportações para o país vizinho somaram 5 mil unidades em um mercado cujas vendas oscilam entre 40 a 50 mil unidades/mês. “Foi um aumento de 500% sobre o primeiro bimestre de 2016. Há um potencial para dobrar”, diz Megale.

Também houve aumento de mais de 200% das exportações para o Chile e de 78% para a Colômbia, ainda considerando o primeiro bimestre e o comparativo anual. “Para este último, os embarques poderiam ser maiores, caso o acordo já tivesse sido formalizado entre os dois governos”, aponta o presidente da Anfavea.

Sobre as negociações do Mercosul com a União Europeia e que já duram 15 anos, Megale ressalta que há uma motivação muito maior por parte dos países sul-americanos do que os europeus. Segundo Megale, a ideia é desenhar um acordo de longo prazo, de pelo menos 15 anos, nos quais não se altere as taxas de importação por pelo menos 7 anos, e que no fim se opte pelo livre comércio. “Se acontecer, este acordo poder ser o balizador para atingir um nível maior de competitividade; é o impacto positivo que um bom acordo comercial pode trazer para o País”, defendeu.

Em valores, as exportações atingiram US$ 1,66 bilhão no acumulado de janeiro e fevereiro, incremento de 50% sobre iguais meses do ano passado. “Estamos próximo aos melhores valores de exportações do primeiro bimestre de 2008 e de 2011 a 2013”, verifica Megale.

Entre os segmentos, o de veículos leves observou um aumento expressivo das vendas ao exterior no primeiro bimestre, de 75,9% sobre o mesmo período de 2016, passando de 56,8 mil para quase 100 mil, entre automóveis e comerciais leves.

Caminhões e ônibus registraram alta de 26,6% e 24,2%, respectivamente, para 3,1 mil e pouco mais de 1 mil unidades.



Tags: Exportações, veículos, Anfavea, Antonio Megale, Mercosul, União Europeia, livre comércio.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência