Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Volvo traz híbrido pela 1ª vez ao País

Lançamentos | 13/03/2017 | 23h59

Volvo traz híbrido pela 1ª vez ao País

XC90 T8 produz 407 cavalos e está chegando em duas versões

MÁRIO CURCIO, AB

Reportagem atualizada em 14/3 às 13 horas.

A Volvo traz pela primeira vez ao Brasil um de seus modelos híbridos, o XC90 T8, utilitário esportivo com quase cinco metros de comprimento e potência combinada de 407 cavalos. O carrão já está disponível na rede de revendas em duas versões, Inscription e Excellence, com preços entre R$ 456.950 e R$ 519.950.

“Acreditamos em 200 unidades da Incription até o fim do ano. Para a Excellence não temos um número definido, mas é possível chegar a 50 carros, afirma o gerente de produto e preço da Volvo no Brasil, André Bassetto. A opção mais completa tem um grande console central traseiro e por isso leva somente duas em vez de três pessoas no banco de trás.

A opção híbrida torna a linha XC90 completa. O carro já era vendido no País em opções a gasolina e a diesel, esta última lançada em dezembro de 2016. “No mix de vendas, acreditamos em 30% para o híbrido”, diz Bassetto.

Da potência total, 320 cv são produzidos pelo motor a gasolina, um 2.0 turbo de quatro cilindros. Ele é instalado na dianteira e traciona as rodas da frente. O motor elétrico fornece 87 cv, vai na parte de trás e só movimenta as rodas posteriores (veja na ilustração abaixo). Assim, quando o XC90 T8 anda em 4x4 ele sempre tem os dois propulsores trabalhando. Uma grande bateria de íons de lítio de 400 volts vai instalada entre os dois eixos para melhorar a distribuição de peso e a estabilidade.

Ela pode ser recarregada em uma tomada de três pinos e 220 volts. Se esse ponto tiver 6 ampères/hora o tempo para recarga total será de 6 horas. Com 10 A/h, baixa para 3h30 e com 16 A/h, para 2h30.

Volvo
Bateria de íons de lítio (no centro, em azul) pode ser recarregada em até 2h30. Motor dianteiro a gasolina (em verde) produz 320 cv e o traseiro elétrico, 87 cv.

Num exemplo hipotético, quem roda 25 quilômetros por dia gastará R$ 110 com recargas elétricas em um mês de 22 dias úteis. Esse valor subirá para R$ 286 no abastecimento com gasolina.

Na cidade é possível rodar somente com eletricidade. A autonomia nesse caso é de 35 quilômetros. Sempre que se exige um pouco mais de desempenho e acelerações fortes o motor a gasolina também entra em ação. Este pode ainda gerar energia para a bateria que alimenta o motor elétrico.

O XC90 T8 obteve a letra A no selo deficiência energética do Inmetro, com 15,3 km/l na cidade e 15,8 km/l na estrada. No processo de homologação para o País foram 21,3 km/l. Nem por isso é um carro lento. Na aceleração de zero a 100 km/h são apenas 5,6 segundos.

BASTANTE EQUIPADO

Entre os itens de segurança que equipam o Volvo híbrido está Pilot Assist. O recurso de auxílio à condução utiliza sensores e câmeras que monitoram as faixas das vias enquanto um sistema comanda a aceleração, a frenagem e a movimentação do volante até 130 km/h.

Ele age em situações de tráfego intenso nas grandes cidades e oferece segurança extra em rodovias, ajudando o motorista a manter a velocidade programada, interagindo continuamente com a direção, a aceleração e o freio para centralizar o veículo na faixa.

O Pilot Assist pode ser ativado a qualquer momento, mas seu funcionamento total depende de faixas bem nítidas na pista. Quando possível, o assistente de direção auxilia na correção do deslocamento do veículo, por exemplo, ao contornar curvas abertas em rodovias.

Apesar de não precisar de outro carro à frente como referência, o assistente aproveita as funcionalidades do Controle de Cruzeiro Adaptativo (ACC) para manter a velocidade ajustada pelo motorista. No entanto, este deve estar sempre no controle do automóvel, com as mãos no volante para manter o sistema funcionando.

Ajudam bastante neste Volvo o assistente de pontos cegos e também um sistema de monitoramento por quatro câmeras. Um processador reúne as quatro imagens e simula uma vista aérea do carro projetada na tela central. Dá para ver o carro circulando entre as colunas de um estacionamento, por exemplo, como se alguém o estivesse filmando por cima.

O acabamento inclui madeira, cristal (na alavanca de câmbio), bancos de couro com ventilação e aquecimento. Os dianteiros trazem regulagens elétricas de posição, de ajuste lateral, lombar, apoio para pernas e memória. Os assentos traseiros contam com booster integrado para crianças.

O XC90 T8 traz também Head Up Display (que projeta as principais informações do painel no para-brisa), teto solar panorâmico, assistente de estacionamento (que manobra o carro vagas perpendiculares e paralelas), monitoramento de pressão dos pneus, faróis principais e de neblina com iluminação 100% em LEDs. O som é fornecido pela Bowers & Wilkins. Tem 19 alto-falantes e produz 1.400 watts.

A versão topo de linha Excellence traz para os passageiros de trás um programa de massagem com ajuste de intensidade. Há ainda suportes para i-Pad, entradas USB, tomada de 230 volts, mesas retráteis, ajustes de inclinação e distância dos bancos e ar-condicionado com quatro zonas distintas de temperatura.

A Volvo recorda a existência de vantagem fiscal para híbridos em alguns Estados. No Rio de Janeiro a economia com IPVA em três anos chegaria a R$ 24 mil na comparação do novo híbrido com o XC90 a gasolina. Em São Paulo ele não tem essa vantagem porque custa mais de R$ 150 mil, mas fica isento do rodízio municipal.

A Volvo reconhece que a infraestrutura de recarga no País ainda é pequena, mas recorda que os postos Ipiranga e os supermercados Pão de Açúcar já têm alguns pontos. A rede Multiplan de shopping centers correu para se adequar aos novos tempos, assim como o aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (SP).

ANDANDO NO NOVO HÍBRIDO

O XC90 tem um seletor no painel que permite diferentes escolhas entre uso fora de estrada, economia ou desempenho. Automotive Business dirigiu o novo modelo na cidade de São Paulo em três situações. No modo Pure (somente com motor elétrico) é um silêncio total e o desempenho é suficiente para acompanhar tráfego livre ou pesado. No modo Hybrid o motor a gasolina entra em ação com alguma frequência e o carro fica mais ágil em acelerações e retomadas.

O modo Power foi experimentado em um trecho do Campo de Marte, pista de pouso para aeronaves de menor porte na zona norte da cidade de São Paulo. As acelerações do carro impressionam de verdade e nem de longe fazem lembrar um carro com 2.319 quilos.

O XC90 é montado sobrea plataforma SPA sobre a qual é feita atualmente toda a linha 90 (S90 e V90) e que também deu origem ao novo XC60, que estreou no Salão de Genebra (até o dia 19 deste mês) e chega ao Brasil no segundo semestre.

Assista ao vídeo do novo carro híbrido à venda no Brasil:



Tags: Volvo, XC90, híbrido, André Bassetto, Inscription, Excellence.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência