Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 06/04/2017 | 21h36

Máquinas crescem mais de 40% no 1º trimestre

Fabricantes repassaram 9,75 mil unidades à rede entre janeiro e março

MÁRIO CURCIO, AB

O bom momento do agronegócio brasileiro favorece o setor de máquinas, que apontou para cima na metade do ano passado e manteve o crescimento em 2017. O primeiro trimestre anotou 9,75 mil máquinas agrícolas e rodoviárias, registrando alta de 41,1% sobre os mesmos três meses de 2016.

Como ocorre em regra, o maior volume é o de tratores de rodas, que responderam por 7,9 mil unidades, acréscimo de 50,4%. As colheitadeiras de grãos também mostram bom desempenho e tiveram no período 1,25 mil unidades repassadas das fábricas aos concessionários, indicando alta 30% sobre os mesmos três meses de 2016.

Os números foram divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

- Veja aqui os dados do trimestre da Anfavea
-Veja aqui outros dados da Anfavea
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência

“Mais do que números relativos, no setor agrícola o mais importante é a tendência de crescimento, que vem ocorrendo desde o segundo semestre de 2016. A análise mês contra mês é boa, mas quando ampliamos o horizonte vemos que os números ainda são pequenos se comparados aos últimos anos”, afirma a vice-presidente da Anfavea, Ana Helena de Andrade. Na comparação com 2015, por exemplo, as vendas deste começo de 2017 ficam 20% abaixo.

O cenário se mantém ruim para as máquinas de construção. Como exemplo, o primeiro trimestre teve apenas 180 retroescavadeiras vendidas, 34,1% a menos que em igual período de 2016. Os tratores de esteiras até tiveram alta, mas foram vendidas menos de 50 unidades no trimestre inteiro.

PRODUÇÃO E EXPORTAÇÃO

Como reflexo do mercado interno a produção registrou importante alta. De janeiro a março foram fabricadas no Brasil 13,1 mil unidades, acréscimo de 72,2%. Somente em tratores de rodas foram 10,4 mil, alta de 89,5%. Ana Helena vê com cautela o crescimento: “A indústria se ajusta neste momento à demanda.” Ela recorda que parte dessa alta na produção servirá para suprir as encomendas resultantes da Agrishow, principal feira agrícola do País que ocorre de 1º a 5 de maio em Ribeirão Preto (SP).

As exportações também cresceram neste primeiro trimestre. Com 2,27 mil equipamentos embarcados, a alta foi de 14,4%. “Teremos uma retomada lenta nas vendas externas. Nos anos recentes, a América Latina, que é nosso mercado cativo, substituiu nossos produtos por outros de diversos mercados por nossa falta de competitividade”, diz a vice-presidente da Anfavea, recordando que essa reconquista leva tempo.

Seja como for, o setor cresce e vem contratando, diferentemente do que ocorre nas montadoras de automóveis e caminhões. Segundo a Anfavea as fabricantes de máquinas empregavam em março 17,4 mil trabalhadores, um total 14,2% maior que no mesmo mês do ano passado.



Tags: Máquinas agrícolas, tratores, retroescavadeiras, Anfavea, Ana Helena de Andrade.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência