Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Carreira | 23/05/2017 | 15h05

Ford anuncia novo CEO para fortalecer inovação

Montadora troca Mark Fields por Jim Hackett e busca mais agilidade

REDAÇÃO AB

A Ford anunciou na segunda-feira, 22, que Mark Fields renunciou ao cargo de CEO da companhia. Com a saída do executivo, Jim Hackett assume a presidência global da montadora. O executivo foi contratado há um ano para liderar a área de inovação da organização, conhecida como Smart Mobility e responsável por conduzir projetos como o carro autônomo, sistemas de inteligência artificial e tecnologia de impressão 3D. A mudança foi anunciada por Bill Ford, presidente do conselho de administração da empresa, que destacou Hackett como “um líder transformacional capaz de modernizar a companhia ao explorar novos negócios”.

Com a iniciativa, a Ford dá um passo consistente para se transformar em uma empresa focada em tecnologia e mobilidade. O plano não é apenas modernizar o posicionamento e a oferta de produtor e serviços, mas a própria dinâmica interna, aponta a empresa. A ideia é aumentar a agilidade e tornar a montadora capaz de competir com as jovens empresas do Vale do Silício. O objetivo, diz Bill Ford, é “derrubar a hierarquia”.

Apesar de a versão oficial apontar que Fields deixa a Ford após 28 anos de atuação porque decidiu se aposentar, especula-se que o executivo vinha sendo duramente criticado pelos acionistas. Ele ficou por menos de três anos no cargo, período considerado curto para ocupar uma posição deste nível. Neste intervalo o preço das ações da companhia despencou 37% e, em abril, o valor de mercado ficou, pela primeira vez, abaixo do registrado pela Tesla, que mesmo sem ser lucrativa alcançou US$ 47 bilhões (leia aqui).

Também é verdade que a Ford enfrenta queda de vendas no mercado doméstico, na China e pode cortar 10% de sua força de trabalho mundial, cerca de 20 mil funcionários, pressionada por acionistas em razão de sua baixa rentabilidade (veja aqui). Com a troca de CEO, a empresa pretende interromper o movimento de contração e voltar a ganhar visibilidade tanto no setor automotivo quando no mercado financeiro, que tanto prestigia executivos considerados inovadores, como prova a valorização da Tesla, liderada por Elon Musk.

MENSAGEM AO MERCADO

Ao nomear Hackett, que vem da área de mobilidade, para liderar a Ford, a empresa pretende reconquistar a confiança dos investidores. Durante o anúncio da mudança para a imprensa, Bill Ford comparou diversas vezes o executivo com Allan Mullaly, que foi CEO da empresa entre 2006 e 2014 e ajudou a montadora a recuperar a lucratividade. É essa a aposta para Hackett, que tem um perfil distante da indústria automotiva. Antes de ser convidado para trabalhar na Ford ele foi CEO da empresa de móveis Steelcase.

Na montadora ele vai dar sequência a uma série de iniciativas para o desenvolvimento de novas tecnologias e modelos de negócios. A empresa é considerada uma das companhias mais avançadas no desenvolvimento de veículos autônomos, com o objetivo de lançar em 2021 o primeiro de uma série de modelos totalmente autoguiados que sequer contarão com votante ou pedais de freio e de aceleração (leia aqui). Em fevereiro último, a montadora anunciou investimento de US$ 1 bilhão na Argo AI, startup do ramo de inteligência artificial para desenvolver um sistema de direção virtual para carro autônomo. A companhia pretende ainda aplicar US$ 4,5 bilhões no desenvolvimento de modelos elétricos nos próximos anos.

Além da mudança de CEO, a Ford anunciou outras alterações para a diretoria. Entre elas está a nomeação de Jim Farley, que era responsável pelos negócios na Europa, Oriente Médio e África, como vice-presidente para mercados globais. Marcy Klevorn foi nomeada diretora de mobilidade e Paul Ballew assumiu a vice-presidência de dados e análises.



Tags: Ford, Jim Hackett, Mark Fields, Consumer Electronics Show.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência